Glock recebeu ameaças após ultrapassagem de Hamilton no Brasil

terça-feira, 24 de março de 2009 13:25 BRT
 

BERLIM (Reuters) - O piloto alemão Timo Glock disse nesta terça-feira que foi vítima de ameaças após ter sido ultrapassado por Lewis Hamilton no final do Grande Prêmio do Brasil do ano passado, quando o britânico se tornou o primeiro negro a conquistar o título mundial de Fórmula 1.

O britânico Hamilton ultrapassou Glock, que estava com pneus de pista seca mesmo após a chuva, a poucos metros da linha de chegada, garantindo o quinto lugar na corrida e o título com apenas um ponto de vantagem para o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari. O brasileiro venceu a corrida e seria o campeão caso Hamilton chegasse em sexto.

"Não foi uma boa maneira de encerrar a temporada", disse Glock ao jornal Darmstaedter Echo, enquanto se prepara para o Grande Prêmio da Austrália, em Melbourne.

"A reação de muitos torcedores alemães foi muito ruim. Aparentemente há muitas pessoas racistas que não gostaram de ver Hamilton se tornar campeão mundial", disse.

"As reações foram desde 'nós sabemos onde seus pais moram' até 'você terá seu lugar na câmara de gás'", acrescentou o piloto da Toyota.

Hamilton, da McLaren, é ocasionalmente alvo de ofensas racistas. No ano passado, seu pai, Anthony, disse que as ofensas fizeram ele pensar se o filho deveria continuar competindo na Fórmula 1.

"Acho que talvez esse não seja o lugar para a minha família", disse Anthony Hamilton, em novembro, ao jornal Daily Express.

A temporada da F1 começa em Melbourne no dia 29 de março.

 
<p>O piloto alem&atilde;o Timo Glock disse nesta ter&ccedil;a-feira que foi v&iacute;tima de amea&ccedil;as ap&oacute;s ter sido ultrapassado por Lewis Hamilton no final do Grande Pr&ecirc;mio do Brasil do ano passado, quando o brit&acirc;nico se tornou o primeiro negro a conquistar o t&iacute;tulo mundial de F&oacute;rmula 1. REUTERS/Mick Tsikas</p>