27 de Março de 2009 / às 14:54 / em 8 anos

Candidatas a 2016 apresentam primeiras credenciais ao COI

Por Steve Keating

DENVER (Reuters) - As quarto cidades que disputam o direito a sediar os Jogos Olímpicos de 2016 deram início ao estágio final do processo de candidatura com uma série de apresentações ao Comitê Olímpico Internacional (COI) e importantes autoridades do esporte.

Chicago, Tóquio, Madri e Rio de Janeiro receberam, cada uma, 20 minutos para explicar sua visão olímpica e produziram slogans atrativos com vídeos apresentando seus ambiciosos planos para estádios e vilas olímpicas, durante conferência esportiva em Denver, EUA, na quinta-feira.

Embora ainda tenham muitas outras oportunidades para mostrarem suas candidaturas antes de o COI selecionar a cidade escolhida, no dia 2 de outubro, em Copenhague, as apresentações na convenção SportAccord foram vistas como umas das mais significativas.

"Isto é muito importante para todas as cidades candidatas porque esta é a primeira ocasião para uma apresentação após a entrega ao COI do dossiê da candidata," afirmou à Reuters o chefe do comitê de Tóquio, Ichiro Kono. "Antes de entregar o documento, você pode falar o que quiser, mas depois, você precisa basear tudo no documento."

"Esta é a primeira ocasião para explicar em detalhes nosso plano para as pessoas das federações internacionais", acrescentou.

Tentando se tornar a primeira cidade sul-americana a abrigar os Jogos Olímpicos, o Rio de Janeiro fez a apresentação mais vibrante do dia, apoiada por uma garantia de todos os três níveis de governo para cobrir um orçamento de 14,4 bilhões de dólares.

Mesmo com muitas instalações já construídas como parte do legado dos Jogos Pan-Americanos de 2007, a cidade terá de injetar bilhões em projetos de infraestrutura.

O Brasil já possuí um grande desafio pela frente, sediar a Copa do Mundo de 2014, mas os organizadores, usando uma famosa frase do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, durante sua campanha à Casa Branca, insistiram que o país pode realizar a tarefa.

"Sabemos que Tóquio pode, Chicago pode, Madri pode, mas, sim, nós podemos," afirmou o governador do Rio, Sérgio Cabral.

Todas as quatro cidades deram ênfase à solidez de suas candidaturas e a paixão pelas Olimpíadas.

Chicago, no entanto, distinguiu-se por ter sido a única que falhou ao avaliar a desaceleração da economia mundial e mostrar como a cidade pagaria os custos do projeto multibilionário.

Enquanto as outras três citaram uma longa lista de garantias governamentais em relação à segurança financeira em tempos difíceis para a economia, os norte-americanos preferiram focar suas atenções em outra mensagem, ao dar ênfase à diversidade e ao amor local pelo esporte.

"Fizemos uma apresentação para pessoas do esporte e não achamos que isso (a crise econômica) era apropriado usar nos nossos 20 minutos", afirmou o chefe da candidatura de Chicago, Pat Ryan.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below