March 29, 2009 / 11:45 PM / in 8 years

Julio César garante empate do Brasil contra Equador

5 Min, DE LEITURA

<p>J&uacute;lio Baptista comemora gol marcado no empate do Brasil por 1 x 1 com o Equador, em Quito, nas eliminat&oacute;rias da Copa do Mundo.Teddy Garcia</p>

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Brasil passou a maior parte do tempo sob pressão na defesa e teve no goleiro Julio César seu melhor jogador em campo no empate de 1 x 1 contra o Equador, que conseguiu, neste domingo, manter a invencibilidade contra a seleção brasileira jogando em casa nas eliminatórias da Copa do Mundo.

Mesmo jogando encolhido em seu campo e pressionado desde o início da partida, o time do técnico Dunga caminhava para a primeira vitória contra os equatorianos no torneio graças a um gol de Júlio Baptista, aos 27 minutos do segundo tempo.

No entanto, um gol de Cristian Noboa aos 44 minutos, numa bola indefensável, decretou o empate em Quito, a 2.800 metros de altitude, onde o Brasil fora derrotado nas duas últimas eliminatórias da Copa do Mundo por 1 x 0.

"A gente suportou bem até o finalzinho, realmente foi um castigo para todos nós", disse em entrevista no gramado o goleiro brasileiro, que foi o responsável por salvar a equipe de uma nova derrota.

"A gente sabia que ia ser um jogo difícil, a gente não conseguiu mostrar nosso melhor futebol. Eles tem jogadores que não param de correr um minuto", acrescentou o jogador da Inter de Milão.

O resultado tirou a seleção brasileira da vice-liderança das eliminatórias, sendo superada pela Argentina, que no sábado venceu a Venezuela e chegou aos 19 pontos. Com 18 pontos em 11 jogos, o Brasil ainda pode ser superado pelo Chile, que pega o Peru ainda neste domingo e chegará aos 19 pontos se vencer. A liderança segue com o Paraguai, com 23 pontos.

Na quarta-feira, o Brasil recebe o Peru, em Porto Alegre.

Defesas Milagrosas

Melhor em toda a partida, o Equador perdeu várias chances de marcar e só foi impedido de abrir o placar no primeiro tempo pelo goleiro Júlio César e a trave.

Numa das melhores oportunidades, Mendez cobrou falta com força e obrigou o brasileiro a defender com as pernas. Guerrón, livre dentro da pequena área, só não abriu o placar no rebote porque Julio César fez uma incrível defesa de reflexo.

O Equador continuou assustando a seleção brasileira e Valencia acertou uma bomba no travessão aos 21 minutos, pouco antes de o lateral-direito brasileiro Maicon deixar o campo, lesionado, para a entrada de Daniel Alves.

O Brasil melhorou um pouco nos últimos minutos da primeira etapa, no entanto sem ameaçar com clareza o gol de José Cevallos.

"Tem que acertar mais o passe, estamos errando muito. Sei que na altitude é difícil, porque você toca na bola fraco e ela vai forte demais, mas temos que acertar, se não fica difícil", reclamou no intervalo o atacante Robinho, que assim como Luis Fabiano, praticamente não tocou na bola.

Com o cenário de domínio equatoriano se repetindo no segundo tempo, Julio César acabou se consagrando como o salvador do Brasil. Em pelo menos cinco oportunidades, o goleiro da Inter de Milão impediu chances claríssimas de gol dos donos da casa.

O Equador, no entanto, acabou sendo punido pelas muitas oportunidades desperdiçadas.

Minutos após entrar em campo no lugar do apagado Ronaldinho Gaúcho, o meia-atacante da Roma Julio Baptista recebeu passe de Robinho e marcou o gol brasileiro num chute cruzado, que ainda tocou na trave e nas costas do goleiro Cevallos antes de entrar.

Em desvantagem no marcador, o Equador se lançou ainda mais ao ataque, e acabou levando uma bola na trave numa jogada individual de Luis Fabiano em contra-ataque.

Quando Júlio César não conseguiu segurar uma bola, rebatendo para frente após chute à queima roupa de Benítez, Noboa aproveitou o rebote e finalmente conseguiu superar o goleiro brasileiro.

"Todo mundo que for jogar aqui vai ter dificuldade. Jogar na altitude é difícil, a gente já sabia", disse o técnico Dunga após a partida.

Por Pedro Fonseca

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below