30 de Março de 2009 / às 20:02 / 8 anos atrás

Dunga diz que Kaká tem condições de enfrentar o Peru

<p>T&eacute;cnico da sele&ccedil;&atilde;o brasileira, Dunga, durante entrevista coletiva nesta segunda-feira em Porto Alegre, onde o time enfrenta o Peru em jogo na quarta-feira pelas eliminat&oacute;rias da Copa do Mundo.Sergio Moraes</p>

PORTO ALEGRE (Reuters) - O técnico Dunga afirmou nesta segunda-feira que o meia Kaká está recuperado de uma lesão no pé esquerdo e deverá entrar em campo na partida do Brasil contra o Peru, na quarta-feira, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.

"Ele está à disposição... Não sabemos por quanto tempo, mas ele tem condições de jogo", disse Dunga em entrevista coletiva em Porto Alegre, local do confronto contra os peruanos.

Kaká desfalcou o time brasileiro no empate de 1 x 1 com o Equador, em Quito, no domingo, quando a equipe mostrou muita dificuldade na criação e acabou pressionada pelos anfitriões.

Dunga não quis indicar o time titular para quarta-feira e disse que só vai definir a equipe após analisar a condição física de cada atleta. O único desfalque certo é o lateral direito Maicon, lesionado.

"Vamos ver o desgaste de cada atleta e em cima disso vamos montar a equipe", afirmou o treinador, que ressaltou o trabalho de recuperação de Kaká, que veio do Milan machucado.

"Para nós da comissão técnica é muito mais fácil quando temos o jogador por 15 dias à disposição, porque podemos trabalhar de uma maneira diferente. O Kaká demorou cinco semanas para se recuperar de uma torção no tornozelo e aqui em três dias estará em condição de jogar, então dá para ver o quanto é importante que eles fiquem conosco."

O técnico rebateu as críticas sobre a atuação do Brasil diante do Equador afirmando que foi a melhor partida da seleção em Quito nas últimas eliminatórias. Ele destacou ainda a dificuldade de jogar a 2.800 metros de altitude.

"Foi a eliminatória que o Brasil mais chance teve. Lógico que a gente gostaria de ter feito mais, mas é difícil jogar lá. A crítica vai ter sempre, gostaria que vocês subissem lá cinco escadas para ver o quanto é diferente. As pessoas cobram mas não sabem dos detalhes", disse.

Com o empate, o Brasil foi a 18 pontos e perdeu a vice-liderança das eliminatória para a Argentina e ainda foi superado pelo Chile, ambos com 19 pontos. O líder segue sendo o Paraguai (23 pontos).

Dunga admitiu a necessidade da vitória contra os peruanos. "A eliminatória nos últimos anos tem mostrado que temos que lutar até o final. Então tem que estar concentrado para jogar bem em casa e ganhar."

Depois de três empates seguidos em 0 x 0 em casa --diante de Argentina, Bolívia e Colômbia-- o técnico gaúcho disse que confia no apoio da torcida, devido à "tradição (dos gaúchos) de acreditar em coisas positivas" e disse que a equipe precisa se movimentar para encontrar espaços e chegar ao gol adversário.

"Só vai se conseguir o bloqueio com movimentação, drible, o jogador tentar a individualidade, para que eles possam, na sua criatividade, tentar desequilibrar o jogo", declarou.

Texto de Tatiana Ramil em São Paulo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below