Hamilton diz que Malásia pode ser difícil para a McLaren

segunda-feira, 30 de março de 2009 17:22 BRT
 

MELBOURNE (Reuters) - O campeão mundial da Fórmula 1 Lewis Hamilton espera uma corrida mais difícil na Malásia no próximo fim de semana após lutar para chegar em terceiro com seu novo carro da McLaren, com performance ruim, na abertura da temporada na Austrália.

"A cada ano fica mais difícil e diria agora que é o maior desafio para mim e para minha equipe", disse a repórteres o piloto britânico, de 24 anos, que largou na 18a posição, a última do grid.

"Temos enfrentado sérios desafios nos últimos três anos, e este é outro grande (desafio) para nós, senão o maior", explicou.

"Mas como tenho dito desde o início, se qualquer um pode fazer isto, nós podemos".

"Tenho grande fé que esta equipe possa contornar a situação, e este é um bom fundamento sobre o qual trabalharemos".

Hamilton, que venceu ao largar na pole do GP da Austrália no ano passado, pôs toda a força no Albert Park para tentar manter seu carro na pista e se recuperar após um problema na caixa de câmbio durante o treino de classificação.

A McLaren, que reconheceu publicamente que seu carro, equipado com motor Mercedes, está distante dos primeiros em uma temporada marcada por novas regras, havia se preparado para uma tarde difícil entre os perdedores.

"No começo do fim de semana sabia que poderíamos ter uma corrida na qual não conseguiríamos nenhum ponto", disse Hamilton, que foi superado pelos carros da BrawnGP, também com motor Mercedes.

(Reportagem de Alan Baldwin)

 
<p>Brit&acirc;nico Lewis Hamilton, durante corrida na Austr&aacute;lia, na qual ficou em terceiro. O piloto disse que o GP da Mal&aacute;sia pode ser dif&iacute;cil para a McLaren. REUTERS/Mark Horsburgh</p>