Dunga admite jogo "morno" do Brasil após gols no início

quinta-feira, 2 de abril de 2009 01:21 BRT
 

PORTO ALEGRE (Reuters) - Dois gols no começo da partida contra a frágil seleção do Peru fizeram com que a equipe brasileira diminuísse o ritmo, sem empolgar a torcida gaúcha, disse o técnico Dunga após a vitória por 3 x 0.

"Talvez se fosse um adversário mais forte teria maior empolgação do torcedor. Como os gols saíram rápido, o jogo ficou meio morno", declarou Dunga em entrevista coletiva em Porto Alegre.

O Brasil marcou dois gols contra o Peru antes dos 30 minutos do primeiro tempo, ambos do atacante Luís Fabiano, e fechou o placar na segunda etapa graças a um gol do volante Felipe Melo.

A torcida, que não lotou o estádio Beira-Rio, vibrou pouco com o jogo e pediu a entrada do atacante Alexandre Pato, revelado pelo Internacional, no que foi atendida pelo treinador, um ex-atleta do time colorado.

Ele negou que tenha colocado Pato e também Ronaldinho Gaúcho no segundo tempo devido aos insistentes gritos dos torcedores. "Temos que fazer o que é bom para a seleção, foi uma questão tática. Precisávamos de um jogador mais agudo", explicou.

Dunga evitou exaltar a atuação do Brasil e citou o desgaste da viagem a Quito, onde o time empatou em 1 x 1 com Equador no domingo, e o final de temporada na Europa como fatores que atrapalharam o rendimento dos atletas.

"Depois do desgaste da viagem que fizemos para o Equador, atraso no voo, final de temporada, então trabalhamos no limite dos jogadores, é um resultado normal", disse ele, que elogiou a performance de Felipe Melo.

"O Felipe é um jogador que está se destacando, que está se firmando, que está adquirindo experiência com o Gilberto Silva, e também já começou a sentir o gosto das críticas", completou o treinador sobre as críticas ao jogador da Fiorentina após o confronto com o Equador.

A seleção brasileira está em segundo lugar nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, três pontos atrás do líder Paraguai.

"Se nós continuarmos empatando fora e ganhando em casa é uma meta boa. Está dentro daquilo que se previa", comentou Dunga sobre os últimos resultados do Brasil.

 
<p>O t&eacute;cnico Dunga (E) conversa com Alexandre Pato na partida em que o Brasil venceu o Peru por 3 x 0 em Porto Alegre. REUTERS/Edison Vara</p>