Gerrard nega confusão em bar e estende contrato com o Liverpool

sexta-feira, 3 de abril de 2009 12:52 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O meia do Liverpool e da seleção inglesa Steven Gerrard negou na sexta-feira ter participado de uma briga num bar ocorrida no ano passado, da qual um executivo saiu ferido. Também na sexta-feira ele estendeu o contrato com o clube.

O capitão do Liverpool foi preso na madrugada de 29 de dezembro depois de a polícia ter sido chamada à boate Lounge Bar, em Southport, ao norte de Liverpool, no noroeste da Inglaterra.

O executivo Marcus McGee, 34 anos, foi ferido no rosto e precisou de tratamento hospitalar.

Na Corte da Coroa em Liverpool, na sexta-feira, Gerrard, 28 anos, declarou-se inocente da acusação de provocar desordem e ganhou liberdade sob fiança, informou a Press Association.

Ele compareceu ao tribunal com seis outros homens que receberam a mesma acusação por causa do incidente, ocorrido após a participação brilhante de Gerrard numa partida contra o Newcastle United em St. James' Park. Ele havia marcado dois gols na vitória do Liverpool por 5 a 1.

Na sexta-feira Gerrard assinou uma extensão de dois anos de seu contrato, que o manterá no time até pelo menos 2013, e o técnico do Liverpool, Rafael Benitez, disse que o clube está dando apoio total ao capitão do time.

O Liverpool está em segundo lugar na Primeira Liga, com um ponto atrás do Manchester United, e pode chegar ao primeiro lugar no sábado se não sofrer uma derrota contra o Fulham, pelo menos até o Manchester United enfrentar o Aston Villa no domingo.