4 de Abril de 2009 / às 14:57 / 8 anos atrás

Djokovic bate Federer e encara Murray na final de Miami

<p>S&eacute;rvio Novak Djokovic bate Federer no torneio do Masters de Miami, em Key Biscayne. 03/04/2009.Carlos Barria</p>

Por Simon Evans

MIAMI (Reuters) - Um Roger Federer irreconhecível jogou sua raquete no chão com um sinal de sua frustração ao perder por 3-6, 6-2 e 6-3 para o sérvio Novak Djokovic na semifinal do Masters de Miami na sexta-feira.

Djokovic vai enfrentar Andy Murray na final de domingo, depois de o britânico ter despachado por 6-1, 5-7 e 6-2 o argentino Juan Martin Del Potro.

Murray mostrou um bom jogo defensivo, por duas vezes marcando pontos ao devolver smashes. Mesmo caindo um pouco de ritmo no segundo set, ele dominou o terceiro.

Del Potro chegou às semifinais depois de eliminar o número um do mundo Rafael Nadal na última quinta-feira e o público de Miami, que esperava ao menos um dos dois melhores tenistas do mundo na final, soltou as vozes para apoiar Federer.

Mas o suíço cometeu 47 erros não forçados e não parecia ser o mesmo homem que dominou o esporte por tanto tempo.

Depois de vencer o primeiro set de maneira confortável contra um Djokovic cometendo muitos erros em apenas 25 minutos, Federer caiu muito no segundo set.

Com o vento forte, ele conquistou apenas 57 por cento dos pontos no primeiro saque no segundo set, e ficou ainda pior no terceiro set, quando Djokovic quebrou seu serviço logo na primeira tentativa.

Perdendo por 30-0 no terceiro game do ultimo set, Federer jogou para fora um forehand long e reagiu jogando sua raquete no chão, destruindo-a e provocando vaias da torcida.

Há quatro anos, no mesmo local, Federer perdia por dois sets para Nadal quando jogou sua raquete no chão e então reagiu para vencer uma eletrizante final em cinco sets.

CLIMA COMPLICADO

Ainda que Federer tivesse o apoio da torcida e vencesse dois games consecutivos depois de sair perdendo por 4-0, Djokovic manteve a calma e garantiu aquela que foi apenas a terceira vitória em 10 partidas contra Federer.

Federer acha que as condições climáticas contribuíram para sua derrota.

"Eu acho que estava jogando bem no primeiro set, mas sempre vai ser difícil jogar quando há vento", disse ele aos repórteres. "Eu já tinha sentido isto no aquecimento. Ele estava por toda a quadra. Eu sofri bastante. Foi difícil", completou.

Djokovic estava satisfeito pela maneira com que ele manteve sua compostura, mesmo começando de uma maneira não exatamente boa.

"Ele não estava realmente jogando bem. Ele estava apenas jogando de maneira inteligente e mudando o ritmo e respondendo a muitos de meus backhands com slices curtos", afirmou.

"Foi aí que ele abriu a oportunidade para que eu encaixasse mais golpes ofensivos. Foi o que eu fiz. Depois disso, fui eu quem passei a ditar as mudanças de ritmo, jogando bolas cheias de spin e apenas esperando, com paciência."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below