Jovem Macheda imita passos de Rooney após ida ao Manchester

terça-feira, 7 de abril de 2009 10:36 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Wayne Rooney deve ter relembrado bons momentos quando a imprensa mundial passou a investigar quem era o jovem Federico Macheda, após o italiano ter feito um golaço que deu a vitória do Manchester United contra o Aston Villa no domingo.

Em 2002, cinco dias antes de seu 17o aniversário, Rooney fez um gol parecido pelo Everton e encerrou uma invencibilidade de 30 jogos do Arsenal, além de ter se tornado o jogador mais jovem a fazer um gol pelo Campeonato Inglês.

Todos correram para descobrir quem era aquele jovem, mas ele já não era mais novidade para as pessoas ligadas ao Everton, que o viram se sobressair nas categorias de base e no time reserva.

Sete anos depois, Rooney é um jogador importante do Manchester United e da seleção inglesa, enquanto Macheda, de 17 anos, está nascendo para uma carreira, a qual o homem que o descobriu prevê que também será grandiosa.

"Federico era a joia das categorias de base da Lazio, e vai se tornar um dos melhores atacantes da Europa", afirmou Volfango Patarca, um olheiro da equipe de Roma, ao jornal inglês The Daily Telegraph.

Assim como a saída de Rooney do Everton causou raiva e frustração ao clube que o revelou, a ida de Macheda da Lazio para o Manchester deixou os italianos irritados.

Segundo relatos, o Manchester teria pago uma quantia simbólica à Lazio após o jogador de 15 anos ter chegado à Inglaterra. As regras da Federação Italiana não permitem a contratação de jogadores antes dos 16 anos, deixando a equipe sem poderes para segurar Macheda contra as investidas do Manchester.

O clube inglês certamente sabia o que estava fazendo e Macheda imediatamente impressionou com suas performances nas categorias de base ao lado de Danny Welbeck, que foi promovido aos profissionais.

Macheda, que deve ficar no banco nesta terça-feira, em partida contra o Porto pela Liga dos Campeões da Uefa, também terá de mostrar paciência, uma vez que as oportunidades devem continuar escassas em um ataque com Rooney, Cristiano Ronaldo, Dimitar Berbatov e Carlos Tevez.