Hiddink deixará o Chelsea e Mourinho não volta, diz presidente

segunda-feira, 13 de abril de 2009 16:59 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Guus Hiddink não vai permanecer como técnico do Chelsea na próxima temporada e José Mourinho não voltará à equipe, disse o presidente Bruce Buch na segunda-feira.

"Guus Hiddink veio como temporário há dois meses e graças à Federação Russa de Futebol ele pôde vir aqui; é um papel puramente temporário", disse Buck, segundo o site da equipe.

"Há muita especulação sobre ele ficar, especialmente por ele ter feito um trabalho ótimo. Esse não será o caso."

Hiddink, que é técnico da seleção da Rússia, foi contratado como temporário pelo Chelsea em fevereiro após a saída do brasileiro Luiz Felipe Scolari. O holandês ainda está comprometido em ajudar a Rússia a se classificar para a Copa do Mundo na África do Sul no ano que vem.

Desde a chegada dele, o Chelsea ganhou novo ânimo, chegou às semifinais da Copa da Inglaterra e pode chegar às semifinais da Liga dos Campeões na terça-feira, quando receberá o Liverpool após uma vitória no jogo de ida por 3 x 1 em Anfield.

Há muita especulação sobre quem o Chelsea escolherá após a saída de Hiddink. O ex-técnico Mourinho está no topo das apostas, apesar de estar prestes a conduzir a Inter de Milão ao título italiano em sua primeira temporada.

"Minha resposta franca é que não acho isso provável", disse Buck sobre o português que deixou o clube em 2007 após vencer o título da liga em 2005 e 2006.

"José era um técnico formidável, ele é um ótimo cara, mas acho que seu momento no Chelsea Football Club acabou."

 
<p>Atual t&eacute;cnico do Chelsea, Guus Hiddink durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira em Londres. Hiddink n&atilde;o permanecer&aacute; no cargo, afirmou o presidente do clube, Bruce Buch. REUTERS/Eddie Keogh</p>