Petição com 15 mil nomes pede título da Recopa de 73 para Leeds

quarta-feira, 15 de abril de 2009 10:37 BRT
 

Por Mike Collett

LONDRES (Reuters) - A vitória de 1 x 0 do Milan sobre o Leeds United na final da Recopa Europeia de 1973 pode ser revertida caso se descubram provas de que o resultado foi arranjado, disse nesta quarta-feira um eurodeputado britânico.

Richard Corbett, que representa os distritos de Yorkshire e Humber no Parlamento Europeu, recolheu 15 mil assinaturas a serem entregues à Uefa no dia 16 de maio, 36o aniversário da partida.

"Depois da recente repressão da Uefa às máfias de apostadores e ao arranjo de resultados, a Uefa agora pode mostrar à Europa que, mesmo se um jogo aconteceu há muitos anos, o engodo e a corrupção não serão tolerados", disse Corbett à Reuters por telefone.

"A integridade do futebol pode ser preservada. A Uefa posteriormente baniu o árbitro por causa de suspeitas em torno da sua condução da partida, mas a Uefa diz que não pode reverter o resultado por causa do seu estatuto de limitações (que abrange fatos ocorridos há no máximo) dez anos."

"Isso significa que, se você acobertar um crime por tempo suficiente, pode se livrar, e acho que a Uefa deveria reverter tal política."

O Milan bateu o Leeds com um polêmico gol de Luciano Chiarugi, em cobrança de falta -- apesar de se tratar de tiro livre indireto --, aos 4 minutos do primeiro tempo. A partida aconteceu em Salônica, na Grécia.

O árbitro grego Christos Michas foi posteriormente investigado pela federação do seu país devido a suspeita de que recebeu suborno do Milan. Ele acabou sendo banido pela Uefa das competições internacionais.

Logo depois da final, o Leeds pediu a repetição do jogo, o que a Uefa rejeitou.

A Recopa Europeia, competição que era disputada entre os campeões das Copas dos países europeus, foi extinta após a conquista da Lazio na temporada 1998-99.