Ferrari descarta uso do sistema Kers em Xangai

quinta-feira, 16 de abril de 2009 19:42 BRT
 

XANGAI (Reuters) - A Ferrari vai abandonar o uso do novo sistema Kers, que transforma a energia das freadas em potência para o motor, no Grande Prêmio da China, no próximo domingo, disse o chefe da equipe, Stefano Domenicali, na quinta-feira.

"Encontramos um problema com o Kers no carro do Kimi (Raikkonen) em Sepang (Malásia, local do último GP), e portanto decidimos não utilizar o Kers neste fim de semana", afirmou ele a jornalistas.

"Precisamos entender o que aconteceu com o sistema do ponto de vista da segurança e confiabilidade (...), se ele não está funcionando de forma segura e confiável não podemos assumir o risco de correr com ele."

A Ferrari era uma das quatro únicas equipes a usar essa inovação, que dá um impulso extra ao carro ao toque de um botão.

Até agora, Nick Heidfeld, da BMW-Sauber, é o único piloto que chegou ao pódio usando esse sistema - foi segundo lugar no GP da Malásia, abreviado devido à chuva.

A Ferrari ainda não pontuou nesta temporada, e agora terá de redesenhar seu carro depois da frustrada tentativa de impedir as rivais Brawn GP, Toyota e Williams de usarem o seu polêmico difusor de ar.

 
<p>A Ferrari vai abandonar o uso do novo sistema Kers, que transforma a energia das freadas em pot&ecirc;ncia para o motor, no Grande Pr&ecirc;mio da China, no pr&oacute;ximo domingo, disse o chefe da equipe, Stefano Domenicali, na quinta-feira. REUTERS/Stefano Rellandini</p>