Tribunal cancela multa imposta a Pizarro por Federação Peruana

sexta-feira, 17 de abril de 2009 12:14 BRT
 

BERLIM (Reuters) - A Corte Arbitral dos Esportes (CAS) cancelou uma multa de 10 mil dólares imposta ao atacante peruano Claudio Pizarro pela federação de futebol do país como parte de uma punição por supostamente ter dado uma festa no hotel da equipe.

A CAS informou nesta sexta-feira que apoiou parcialmente uma apelação do jogador do Werder Bremen, que ficou suspenso por três meses pelo incidente, o qual teria acontecido após um jogo contra o Brasil pelas eliminatórias da Copa do Mundo, em 2007, de acordo com a Federação de Futebol Peruana (FFP).

"O painel da CAS observou que os fatos colocados pela FFP em relação a Pizarro não estavam apoiados por evidências concretas", informou a principal corte esportiva mundial em um comunicado.

"Além disso, o painel também notou que os incidentes reportados pela FFP não estavam tratados nos regulamentos da FFP, nem mesmo nos da Fifa. Consequentemente, a CAS cancelou a multa de 10 mil dólares", acrescentou o tribunal.

Pizarro negou qualquer envolvimento com o incidente, ou até mesmo de ter sido advertido sobre isso.

Ele inicialmente recebeu uma suspensão de 18 meses, assim como os companheiros de equipe Jefferson Farfán, Andres Mendoza e Santiago Acasiete.

As suspensões de Pizarro, Fárfan e Acasiete foram reduzidas depois para três meses, e a multa caiu de 80 mil dólares para 10 mil dólares.

(Reportagem de Karolos Grohmann)

 
<p>A Corte Arbitral dos Esportes (CAS) cancelou uma multa de 10 mil d&oacute;lares imposta ao atacante peruano Claudio Pizarro pela federa&ccedil;&atilde;o de futebol do pa&iacute;s como parte de uma puni&ccedil;&atilde;o por supostamente ter dado uma festa no hotel da equipe. REUTERS/Ina Fassbender</p>