20 de Abril de 2009 / às 20:09 / 8 anos atrás

Ferrari desiste de recuperação imediata e espera a Europa

Por Nick Mulvenney

XANGAI (Reuters) - A Ferrari vive o seu pior começo de temporada desde 1981, mas dificilmente conseguirá melhorar seu carro antes da volta da Fórmula 1 à Europa - ou seja, depois do GP do Bahrein, no próximo fim de semana.

Após três provas nesta temporada, a escuderia italiana representada por Felipe Massa e Kimi Raikkonen ainda não pontuou e ocupa o último lugar no campeonato.

A culpa recai sobre o sistema Kers (recuperação de energia dos freios), abandonado em Xangai, e acima de tudo pela ausência do difusor de ar que tem feito a diferença em favor da líder Brawn GP.

O diretor da equipe, Luca Baldissierri, passou o último fim de semana na Itália para preparar melhorias que quase certamente só poderão ser adotadas a partir do GP da Espanha, em 10 de maio.

"Olhamos para a corrida do próximo fim de semana no Barein com um ponto de vista realista", disse o chefe da equipe, Stefano Domenicali, depois da prova de domingo na China, que foi marcada pela chuva.

"O carro será o mesmo daqui, embora iremos ver se corremos com o Kers outra vez. Enquanto isso, temos de trabalhar intensamente pela obtenção de novos componentes aerodinâmicos para a pista, quando a parte europeia da temporada começar em Barcelona."

SEM FORÇA

Na corrida de Xangai, Massa esteve próximo de um improvável pódio, mas uma falha de software o deixou na mão quando estava em terceiro lugar. Raikkonen, campeão em 2007, foi apenas o décimo, queixando-se da falta de potência no começo da corrida e de falta de aderência no final. "Cometemos erros e não fomos rápidos outra vez", disse o finlandês, numa avaliação bastante direta sobre o estado da sua equipe.

"Em Barcelona, quando tivermos novas peças aerodinâmicas, podemos recuperar parte da aderência que está nos faltando agora. Tenho certeza de que posso ser suficientemente competitivo para ganhar outra vez, mas este trabalho vai levar tempo."

Os problemas de domingo se somam a uma lista de outras falhas dessa equipe outrora tão eficiente.

Na Malásia, uma péssima escolha de pneus, junto com um treino classificatório calamitoso já havia custado caro à equipe, e Massa já dizia que o difusor traseiro não era necessariamente a explicação para tudo.

"Deveríamos arrumar rapidamente alguns desenvolvimentos aerodinâmicos significativos", disse o brasileiro, atual vice-campeão mundial. "Mas é verdade que temos de resolver o mais breve possível os nossos problemas de confiabilidade, porque se quisermos vencer, temos de completar as corridas."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below