Ferrari desiste de recuperação imediata e espera a Europa

segunda-feira, 20 de abril de 2009 17:04 BRT
 

Por Nick Mulvenney

XANGAI (Reuters) - A Ferrari vive o seu pior começo de temporada desde 1981, mas dificilmente conseguirá melhorar seu carro antes da volta da Fórmula 1 à Europa - ou seja, depois do GP do Bahrein, no próximo fim de semana.

Após três provas nesta temporada, a escuderia italiana representada por Felipe Massa e Kimi Raikkonen ainda não pontuou e ocupa o último lugar no campeonato.

A culpa recai sobre o sistema Kers (recuperação de energia dos freios), abandonado em Xangai, e acima de tudo pela ausência do difusor de ar que tem feito a diferença em favor da líder Brawn GP.

O diretor da equipe, Luca Baldissierri, passou o último fim de semana na Itália para preparar melhorias que quase certamente só poderão ser adotadas a partir do GP da Espanha, em 10 de maio.

"Olhamos para a corrida do próximo fim de semana no Barein com um ponto de vista realista", disse o chefe da equipe, Stefano Domenicali, depois da prova de domingo na China, que foi marcada pela chuva.

"O carro será o mesmo daqui, embora iremos ver se corremos com o Kers outra vez. Enquanto isso, temos de trabalhar intensamente pela obtenção de novos componentes aerodinâmicos para a pista, quando a parte europeia da temporada começar em Barcelona."

SEM FORÇA

Na corrida de Xangai, Massa esteve próximo de um improvável pódio, mas uma falha de software o deixou na mão quando estava em terceiro lugar. Raikkonen, campeão em 2007, foi apenas o décimo, queixando-se da falta de potência no começo da corrida e de falta de aderência no final. "Cometemos erros e não fomos rápidos outra vez", disse o finlandês, numa avaliação bastante direta sobre o estado da sua equipe.   Continuação...