Campeão olímpico dos 1.500m é flagrado no antidoping

quarta-feira, 29 de abril de 2009 13:18 BRT
 

Por Karolos Grohmann

STUTTGART, Alemanha (Reuters) - Rashid Ramzi, corredor do Bahrein campeão olímpicos dos 1.500 metros nos Jogos de Pequim, e dois ciclistas estão entre os seis atletas que tiveram exames antidoping positivos durante a Olimpíada do ano passado, informaram autoridades nesta quarta-feira.

O italiano Davide Rebellin, medalha de prata na prova de ciclismo estrada, e o alemão Stefan Schumacher, que já está atualmente suspenso por doping, tiverem exames confirmados para a substância CERA, assim como Ramzi, nos Jogos do ano passado.

O Comitê Olímpico Internacional anunciou na terça-feira que havia descoberto mais sete casos de doping nas contra-provas de amostras colhidas em Pequim envolvendo seis atletas.

Os comitês olímpicos da Itália e do Bahrein confirmaram o doping de Rebellin e Ramzi, enquanto a federação alemã de ciclismo disse que Schumacher teve um exame positivo.

Todos os atletas tiveram exames positivos para CERA (sigla em inglês para Ativador de Receptor Contínuo de Erythropoesis), uma nova geração do estimulante sanguíneo proibido erythropoitina (EPO), para o qual foi desenvolvido apenas recentemente um teste.

Ramzi e Rebellin agora devem perder as medalhas e todos os seis atletas podem ser suspensos da Olimpíada de Londres-2012, se as suas federações internacionais, responsáveis por quaisquer sanções, suspenderem os atletas por qualquer período maior do que 6 meses.

 
<p>Foto de arquivo do campe&atilde;o ol&iacute;mpico dos 1.500 metros Rashid Ramzi nos Jogos de Pequim. 20/08/2008. REUTERS/Carlos Barria</p>