Filho de presidente da FIA é encontrado morto em Londres

quarta-feira, 6 de maio de 2009 15:22 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O filho de Max Mosley, presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), foi encontrado morto em sua casa em Londres, informou uma fonte policial nesta quarta-feira.

Alexander Mosley, de 39 anos, um respeitado economista, foi visto por um parente na terça-feira em sua casa na região de Notting Hill, oeste de Londres, informou o jornal The Sun pelo seu site.

"Eu posso confirmar que um homem no final de seus 30 anos foi encontrado morto ontem no endereço de W11", informou uma porta-voz da polícia de Londres. "Ele foi tido como morto no local. Nós não estamos tratando isto como um caso suspeito."

Uma fonte da polícia confirmou que o homem morto era filho de Mosley.

"A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) oferece suas sinceras condolências à família de Mosley pela notícia triste da morte de Alexander Mosley", informou a FIA em um comunicado.

"Nossos pensamentos estão com a família e amigos de Alexander, e nós pedimos que a mídia respeite a privacidade da família de Mosley neste momento difícil."

Um exame póstumo para confirmar a causa da morte será realizado.

No ano passado, Mosley ganhou 60 mil libras (90.480 dólares) de indenização de um jornal que violou sua privacidade ao publicar detalhes de sua participação em uma orgia sadomasoquista.

Durante o julgamento caso no tribunal, Mosley revelou que nem sua esposa de quase 50 anos, nem seus filhos, sabiam de seu interesse em sadomasoquismo até o artigo do jornal The News of the World.

(Reportagem de Michael Holden)