Dunga vê Ronaldo em evolução e diz que está observando

quinta-feira, 7 de maio de 2009 15:48 BRT
 

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO (Reuters) - O técnico Dunga disse nesta quinta-feira que o atacante Ronaldo está sendo observado para os próximos jogos da seleção brasileira, mas mostrou pouca disposição em mudar a base da equipe.

Desde que voltou aos gramados, há dois meses, Ronaldo marcou 10 gols em 13 partidas pelo Corinthians e seu nome ganhou força para a seleção.

"Depois de 2006, é a primeira vez que ele consegue fazer mais de 10 jogos seguidos, então a tendência é evoluir", declarou Dunga em entrevista coletiva em São Paulo, onde a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou acordo com mais um patrocinador, até 2010.

"Gols o Ronaldo nunca deixou de fazer...cada jogador tem que dar sequência no seu trabalho, ele sabe do potencial dele. Tem um ano até chegar a Copa do Mundo para todo mundo trabalhar e ter uma oportunidade na seleção", acrescentou o técnico, que esteve no estádio do Pacaembu no último domingo para assistir à decisão do Campeonato Paulista entre Corinthians x Santos.

Ronaldo, de 32 anos, não joga pela seleção desde a eliminação nas quartas-de-final do Mundial de 2006, e em fevereiro do ano passado passou por uma cirurgia no joelho esquerdo quando atuava pelo Milan. Após mais de um ano se recuperando, ele voltou a jogar bem e ajudou o Corinthians a ser campeão paulista.

O Brasil enfrenta em junho o Uruguai, em Montevidéu, e o Paraguai, em Recife, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. O time está em segundo lugar na classificação, quatro pontos atrás do líder Paraguai.

"Todo jogador que está em atividade sonha estar na seleção. Quanto à convocação, tem que esperar dia 21 (de maio)", disse Dunga.

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, elogiou as atuações do maior artilheiro de Copas do Mundo e disse lamentar que ele não esteja fazendo gols pelo seu Flamengo, clube de coração do atacante e no qual ele treinou antes de acertar com o Corinthians.   Continuação...

 
<p>Ronaldo, do Corinthians, durante a final do Campeonato Paulista. O t&eacute;cnico da sele&ccedil;&atilde;o brasileira, Dunga, v&ecirc; evolu&ccedil;&atilde;o no jogador e disse estar observando-o. REUTERS/Junior Lago</p>