9 de Maio de 2009 / às 15:53 / 8 anos atrás

Safina bate Venus em partida épica e vai à final em Roma

<p>A n&uacute;mero 1 do mundo, Dinara Safina, venceu a norte-american Venus Williams, de virada, por 6-7, 6-3 e 6-4 em uma semifinal &eacute;pica, na sexta-feira, formando uma final totalmente russa no Torneio de Roma. REUTERS/Giampiero Sposito</p>

Por Paul Virgo

ROMA (Reuters) - A número 1 do mundo, Dinara Safina, venceu a norte-american Venus Williams, de virada, por 6-7, 6-3 e 6-4 em uma semifinal épica, na sexta-feira, formando uma final totalmente russa no Torneio de Roma.

Safina se recuperou da derrota no primeiro set e estava com 2-0 contra quando mudou a história do jogo e conquistou a vaga para enfrentar sua compatriota Svetlana Kuznetsova, que bateu a bielo-russa Victoria Azarenka por 6-2 e 6-4.

As duas jogadoras irão disputar uma final pela segunda vez consecutiva depois de Kuznetsova ter derrotado Safina na decisão do Torneio de Stuttgart no domingo passado e ter colocado um ponto final numa fase infrutífera desde 2007.

“Ela (Kuznetsova) é outra grande jogadora e está jogando o seu melhor tênis,” disse Safina em coletiva de imprensa.

“Então, vou ter de entrar em quadra e jogar o meu melhor, como fiz hoje.”

Quarta cabeça-de-chave, a americana Venus apresentou um tênis maravilhoso para logo abrir 4-1 e, depois, 5-2.

Safina, que também venceu de virada a chinesa Zheng Jie e a espanhola Maria Jose Martinez Sanchez nesta semana, recusou se entregar e começou a elevar o nível de seu jogo.

Ela utilizou o seu golpe de forehand para conseguir alguns winners e levou o jogo para o tiebreak, mas a americana controlou os nervos e venceu por 7-3 com uma deixadinha.

Venus manteve o ritmo e abriu 2-0 no segundo set, antes de Safina reagir fantasticamente e vencer seis dos sete pontos seguintes para igualar o confronto.

A russa por duas vezes deixou escapar uma vantagem de quebra no terceiro set, mas conseguiu quebrar o saque da adversária com uma potente cruzada de backhand.

Ela, então, salvou quatro break points no game seguinte e não conseguiu converter dois match points antes de, finalmente, vencer a partida que durou mais de três horas.

“Ela estava um pouco passiva (no final do jogo),” acrescentou Safina. “Acho que ela demonstrou que talvez estivesse nervosa também e eu parti para cima e fiz a coisa certa. Ela me forçou a jogar no meu melhor.”

Apesar da derrota, Venus pode pular do quinto para o terceiro lugar no ranking mundial na próxima semana, sua mais alta posição desde 2003.

“Ela jogou bem, continuou lutando por cada ponto,” disse a mais velha das irmãs Williams.

“Ela ia em toda jogada, batia toda bola o mais forte que podia. Obviamente, ela não queria que eu tomasse a frente no ataque ou assumisse o controle. Se ela pode devolver toda bola com tanta força e manter o nível, parabéns para ela,” acrescentou Venus.

Kuznetsova no início achou fácil atacar o saque da jovem Azarenka, de 19 anos, e venceu o primeiro set.

Azarenka começou o segundo set vencendo os dois primeiros games e não teve sorte no terceiro, quando Kuznetsova manteve o saque com a ajuda de uma marcação errada no ponto final.

Ela protestou e o incidente pareceu desestabilizar a jogadora. Sua adversária, 7a cabeça-de-chave, aproveitou para devolver a quebra com uma bela cruzada de backhand e depois abriu 5-2.

A bielo-russa ameaçou voltar ao jogo se aproximando no placar em 5-4, mas a ex-campeã do Aberto dos Estados Unidos não permitiu e fechou a partida, se classificando para a final.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below