Dunga deixa Ronaldinho fora e chama Nilmar para seleção

quinta-feira, 21 de maio de 2009 17:21 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O técnico Dunga convocou nesta quinta-feira 23 jogadores para as próximas partidas da seleção brasileira nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010 e para a disputa da Copa das Confederações, em junho.

Dunga deixou Ronaldinho Gaúcho de fora e chamou cinco atletas que atuam no Brasil, entre eles o atacante Nilmar, do Internacional.

Os outros jogadores chamados que atuam no país são o goleiro Victor, do Grêmio, os laterais André Santos, do Corinthians, e Kléber, do Inter, e o meia Ramires, do Cruzeiro.

"São jogadores que estamos observando há um tempo e sempre dissemos que a oportunidade poderia aparecer", disse Dunga, antecipando que não pretende liberar nenhum desses jogadores que estão envolvidos na Copa do Brasil ou na Libertadores.

"Para mim são todos brasileiros. Não há seleção internacionalizada. Eles tem vontade e desejo de jogar pela seleção. Na minha época o jogador saía com 25 anos e agora sai com 18 anos", acrescentou ele em entrevista coletiva.

Sobre a ausência de Ronaldinho Gaúcho, Dunga explicou que o meia não foi chamado porque não vem atuando pelo Milan. No entanto, o treinador deixou as portas abertas da seleção para o jogador, que foi convocado para os Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto do ano passado, mesmo fora de forma.

"Vamos tentar com o Ronaldinho até o limite, até o fim. Ele tem qualidade, postura e temos confiança nele. Ele precisa jogar. Na reserva, ele não tem entusiasmo. Vê-lo na arquibancada não é bom. Vamos ajudar ele para nos ajudar. Estamos sempre esperando por ele", declarou Dunga.

O Brasil enfrenta o Uruguai, em Montevidéu, no próximo dia 6, e o Paraguai, no Recife, quatro dias depois, pelas eliminatórias. A equipe está em segundo lugar no torneio, três pontos atrás dos líderes paraguaios.   Continuação...

 
<p>T&eacute;cnico da sele&ccedil;&atilde;o brasileira de futebol, Dunga, durante convoca&ccedil;&atilde;o do time para as eliminat&oacute;rias e Copa das Confedera&ccedil;&otilde;es no Rio de Janeiro. Dunga deixou Ronaldinho de fora e chamou Nilmar. REUTERS/Sergio Moraes</p>