23 de Maio de 2009 / às 15:00 / 8 anos atrás

Button ganha pole para GP de Mônaco; Barrichello é 3o e Massa,5o

<p>L&iacute;der do campeonato de F&oacute;rmula 1, Jenson Button, comemorando ap&oacute;s garantir pole position no Grande Pr&ecirc;mio de Monaco, em Monte Carlo.Max Rossi</p>

Por Alan Baldwin

MÔNACO (Reuters) - O líder do campeonato de Fórmula 1, Jenson Button, conquistou a pole position pela quinta vez em seis etapas, depois de um agitado treino classificatório para o GP de Mônaco, neste sábado.

O campeão de 2007, Kimi Raikkonen, cuja equipe, a Ferrari, está ameaçando abandonar a categoria ao final da temporada por não concordar com as regras para 2010, ocupa a segunda posição ao lado do britânico na primeira fila, sinal do ressurgimento da escuderia italiana após um início de ano abaixo da média.

O brasileiro Rubens Barrichello, companheiro de Button na Brawn GP, ficou com a terceira melhor colocação do grid no dia de seu 37o aniversário, com o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, largando ao seu lado.

Felipe Massa, da Ferrari, sai em quinto, com o alemão Nico Rosberg, da Williams, ao seu lado.

"Hoje foi realmente uma briga muito dura", disse Button sobre a sétima pole de sua carreira conquistada com uma volta rápida bem no final da sessão de classificação.

"Foi uma loucura, como sempre é em Mônaco. Foi bom ter conquistado a pole, eu estava no meu limite", acrescentou o morador de Mônaco, favorito à vitória no circuito de rua conhecido pela dificuldade nas ultrapassagens.

"Acho que Jenson está criando o hábito de guardar o melhor para o final", disse o chefe da equipe, Ross Brawn, à BBC. "Ele sabia que aquela era a volta que ele tinha de fazer e simplesmente pilotou excepcionalmente bem naquele momento", acrescentou.

O PESADELO DE HAMILTON

Enquanto um britânico comemorava, outro viveu um pesadelo pelas ruas de Mônaco.

O atual campeão Lewis Hamilton destruiu suas chances de vencer no principado pela segunda vez consecutiva quando bateu seu McLaren contra a proteção de pneus aos 11 minutos de treino.

O piloto de 24 anos perdeu a traseira do carro na entrada da curva Mirabeau e atingiu a barreira ainda na primeira sessão da classificação.

Com alguns destroços na pista, a sessão foi interrompida por um breve momento enquanto Hamilton, que ficou na 16 colocação no grid de largada, fazia o caminho de volta à garagem da equipe a pé.

"Lutar por uma vitória está, com certeza, fora de cogitação", declarou Hamilton à BBC. "Eu não sei o que estava pensando, cometi um erro. É uma pena, pois o final de semana estava indo muito bem. Quero me desculpar com o time por ter desperdiçado seu tempo."

A Toyota, ainda em busca de sua primeira vitória, também estava cuidando de seus "ferimentos" depois que o alemão Timo Glock e o italiano Jarno Trulli ficaram na última fila.

Entretanto, a Force India conseguiu subir um nível após ter passado para a segunda sessão de treino pela primeira vez na temporada com Giancarlo Fisichella ocupando a 13 colocação e Adrian Sutil a 15.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below