Tóquio diz que ação norte-coreana não ameaça proposta olímpica

quarta-feira, 27 de maio de 2009 10:16 BRT
 

Por Alastair Himmer

TÓQUIO (Reuters) - O governador da região de Tóquio, Shintaro Ishihara, disse à Reuters que o novo teste nuclear norte-coreano não provocará uma instabilidade regional que seja capaz de ameaçar a candidatura da cidade para receber a Olimpíada de 2016.

"É uma questão da segurança do Leste Asiático", disse Ishihara em entrevista na terça-feira. "Mas não acho que de repente isso vá virar algo crítico."

Ishihara salientou o poder econômico da cidade e sua baixa criminalidade, mas admitiu que a disputa contra Chicago, Madri e Rio de Janeiro será apertada. O Comitê Olímpico Internacional (COI) divulgará sua escolha em 2 de outubro, em Copenhague.

"É difícil ler a opinião mundial ou de que jeito os ventos políticos sopram, ou como a recessão mundial irá influenciar as coisas", disse Ishihara, que deve ir a Lausane em junho para a apresentação técnica de Tóquio aos membros do COI. "Ler como cerca de cem membros do COI irão votar é realmente difícil."

Ishihara insistiu que o apoio da população da capital japonesa à candidatura é bem superior aos 56 por cento apontados por uma pesquisa do COI neste ano.

"A pesquisa do COI foi em fevereiro", disse o político de 76 anos. "Desde então fizemos muita campanha, comerciais de TV, e o clima mudou."

As autoridades locais dizem que sua última pesquisa indicou 70 por cento de apoio popular à candidatura olímpica. Uma pesquisa independente do jornal Yomiuri mostrou 76 por cento de apoio.

A capital japonesa, que foi a primeira cidade asiática a realizar os Jogos, em 1964, teve o melhor resultado da avaliação técnica do COI em junho do ano passado. Porém, a vitória de Barack Obama na eleição presidencial dos EUA parece ter dado impulso à candidatura de Chicago, berço político do novo presidente.   Continuação...

 
<p>Foto de arquivo do governador da regi&atilde;o de T&oacute;quio, Shintaro Ishihara em Seul. 19/05/2009. REUTERS/Jo Yong-Hak</p>