Dinheiro não importa, diz Button

quinta-feira, 4 de junho de 2009 16:35 BRT
 

Por Alan Baldwin

ISTANBUL (Reuters) - O líder da Fórmula 1, Jenson Button, recusou-se a deixar que as conversas sobre salários multimilionários e novos contratos virassem a sua cabeça no Grande Prêmio da Turquia na quinta-feira.

O britânico de 29 anos, almejando sua sexta vitória em sete corridas nesta temporada, deixou claro que o único número em que se concentra é o de ser o número um na pista e no campeonato.

A mídia britânica noticiou na semana passada que a equipe Brawn GP, com motores Mercedes, estava preparada para lhe oferecer um aumento significativo como recompensa por ter aceitado um corte considerável de salário no início da temporada.

Button reduziu seu salário para garantir a sua sobrevivência na Fórmula 1 depois que a Honda anunciou em dezembro a saída do esporte por razões financeiras.

Algumas estimativas sugeriram que ele reduziu seu salário anual para aproximadamente 3 milhões de libras.

O britânico disse a jornalistas na quinta-feira que não estava pensando em dinheiro.

"Não conversei com ninguém sobre isso", afirmou ele sobre a especulação em torno de um aumento salarial. "Li os artigos e é só isso. Mesmo após ler os artigos, não falei com a equipe sobre isso porque não estou interessado."

"Estou aqui para correr e não quero conversar sobre dinheiro...é irrelevante no momento", completou.

"Não estou pensando em dinheiro de forma nenhuma. Eu fiquei nessa equipe e continuei com essa equipe porque achei que o carro seria competitivo, isso é tudo."