6 de Junho de 2009 / às 22:40 / 8 anos atrás

Inglaterra mantém 100 por cento de aproveitamento

ALMATY (Reuters) - A longa jornada que a seleção da Inglaterra teve de enfrentar até o Cazaquistão produziu uma enfática goleada por 4 x 0, neste sábado, para deixar o time do técnico Fabio Capello bem próximo de se classificar para a Copa do Mundo da África do Sul no ano que vem.

A viagem foi confortável, embora a Inglaterra encarasse um caminho perigoso antes dos gols de Gareth Barry e Emile Heskey pouco antes do intervalo para acalmar os nervos.

Os 2 x 0 abriram uma vantagem tranquila para os visitantes, mas os ingleses melhoraram depois do intervalo e marcaram com Wayne Rooney e Frank Lampard, de pênalti, acabando com as esperanças de seus fracos oponentes que mesmo assim apresentaram um bom futebol.

A vitória da Inglaterra significa que o time tem agora seis vitórias em seis partidas no Grupo 6, liderando a tabela com 18 pontos à frente da Croácia (10) e Ucrânia (7).

Uma vitória diante da fraca Andorra em Wembley, na quarta-feira, irá sinalizar uma temporada encorajadora para a Inglaterra de Capello, antes de eles acrescentarem os toques finais para sua classificação nas partidas contra Croácia, Ucrânia e Belarus.

"Não foi fácil aqui, o gramado não estava rápido como os campos ingleses e foi muito difícil para o nosso passe", disse Capello ao Setenta Sport.

"Eles começaram bem fortes, pressionando muito, e foi difícil para nós, mas é isso o que acontece quando se joga contra um time que não está no mesmo nível do seu. Foi outro grande passo para nossa classificação."

A Inglaterra derrotou o Cazaquistão por outra goleada, 5 x 1, em Wembley em outubro passado, resultado que fez pouca justiça aos relativamente novos membros da família europeia de futebol.

Por 40 minutos no estádio Central, neste sábado, eles mais uma vez fizeram frente a uma seleção que está 126 posições à sua frente no ranking da Fifa.

O Cazaquistão poderia ter assumido a liderança aos 20 segundos de jogo quando o lateral direito da Inglaterra Glenn Johnson cometeu um erro e Sergey Ostapenko quase converteu um cruzamento baixo.

A Inglaterra mal se achava em campo e foi um pouco surpreendente quando Barry completou de cabeça um cruzamento de Steven Gerrard faltando cinco minutos para o intervalo.

O senso de injustiça contra o Cazaquistão aumentou já nos acréscimos do primeiro tempo quando uma bola alçada por Gerrard enganou o goleiro Alexandr Mokin e ele pode apenas espalmá-la na direção de Heskey que aguardava para deixar sua marca e punir o erro com um gol.

Os cazaques já não representavam mais nenhuma ameaça depois do intervalo e Rooney fez o terceiro da Inglaterra aos 28 do segundo tempo depois que Mokin havia feito uma grande defesa na primeira tentativa do atacante do Manchester United.

Lampard fechou o placar para a Inglaterra ao converter uma cobrança de pênalti depois que Heskey foi derrubado na grande área.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below