Trulli diz que Fórmula 1 pode se separar em duas

domingo, 7 de junho de 2009 14:36 BRT
 

Por Alan Baldwin

ISTAMBUL (Reuters) - A Fórmula 1 pode se separar em duas se um impasse entre a Fia e as equipes não for resolvido até sexta-feira, disse o piloto Jarno Trulli, da Toyota, após se encontrar com chefes de equipe neste domingo.

Os 16 pilotos sob contrato com as oito equipes da Associação de Times da Fórmula Um (Fota na sigla em inglês) se sentaram com os chefes na sede da Toyota no GP da Turquia para uma reunião de 25 minutos.

Representantes da Williams e da Force India, que foram suspensas da Fota, não compareceram.

Trulli disse que os pilotos compartilham a mesma posição de suas equipes e expressaram preocupação de que o tempo esteja acabando com a Fia prestes a publicar a lista de times inscritos para 2010 na sexta-feira que vem.

"No tocante à parte política, não sei muito. Sei que na próxima semana algo precisa acontecer. Senão inevitavelmente vai haver um rompimento," disse ele aos repórteres.

Os oito times da Fota entregaram suas inscrições para 2010 sob a condição de que a regras sejam reescritas e um novo Acordo de Concórdia comercial seja assinado até 12 de junho.

A campeã Ferrari, assim como Renault, Toyota e as duas equipes da Red Bull, ameaçaram se afastar em caso contrário.

A Fia, que quer um teto orçamentário opcional de 40 milhões de libras (U$64,18 milhões), nesse meio tempo encorajou equipes aspirantes à categoria a se inscrever, e mais de dez delas já confirmaram tê-lo feito.   Continuação...