Scolari vai treinar time do Uzbequistão Bunyodkor

terça-feira, 9 de junho de 2009 15:23 BRT
 

TASHKENT (Reuters) - O técnico Luiz Felipe Scolari foi anunciado nesta terça-feira pelo time Bunyodkor, do Uzbequistão, como novo treinador da equipe.

Scolari, campeão do mundo com a seleção brasileira em 2002 e que foi demitido do Chelsea em fevereiro, assinou contrato com o time uzbeque por 18 meses.

"O futebol uzquebe está em ascensão agora, enquanto o Bunyodkor é um clube muito dinâmico com grande potencial", disse Felipão, segundo o site do clube. "Sei que estou no lugar certo na hora certa."

O treinador vai substituir outro brasileiro, Zico, que levou o Bunyodkor aos títulos nacional e da copa uzbeque, além de ter avançado para as semifinais da Liga dos Campeões da Ásia, no ano passado, antes de se transferir em dezembro para o CSKA Moscou.

O meia brasileiro Rivaldo, campeão do mundo com Felipão em 2002, é o principal nome no elenco do Bunyodkor.

"O objetivo é levar alguns nomes no futuro, com grande projeção, embora o maior nome tenha sido dado a contratação do Rivaldo, onde é considerado um ídolo, como no Brasil. Agora, com a minha ida como técnico, algumas coisas poderão ser acrescentadas, no sentido de outros nomes, e é mais ou menos esta ideia do projeto do clube e do país, declarou Felipão em nota.

"É um projeto que alguém precisa iniciar de uma forma diferente, como me foi proposta. Para, daqui a quatro, cinco, ou dez anos, o Uzbequistão esteja disputando em igualdade de condições, com outras grandes seleções uma classificação para todos os campeonatos que disputar", afirmou o técnico, que assumirá o clube em 1o de julho.

O clube disse que está construindo um estádio para 35 mil lugares com o custo de 150 milhões de dólares. A previsão é que a arena esteja pronta até março do próximo ano.

Felipão rejeitou que dinheiro tenha sido o principal fator da transferência.   Continuação...

 
<p>Luiz Felipe Scolarie, em foto de arquivo, ser&aacute; o novo treinador do time Bunyodkor, do Uzbequist&atilde;o.REUTERS/Eddie Keogh</p>