Presidente da FIA pede a equipes que abandonem exigências

terça-feira, 9 de junho de 2009 17:41 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) pediu na terça-feira às equipes da Fórmula 1 que apresentem inscrições incondicionais para a próxima temporada, caso queiram influir no futuro regulamento.

A Fota, associação que reúne 8 das 10 equipes da categoria, inclusive a campeã Ferrari, apresentou inscrições condicionadas à adoção até sexta-feira de uma nova versão do "Acordo da Concórdia", um documento sigiloso que orienta a categoria.

As equipes querem uma revisão do regulamento divulgado para 2010 e a eliminação de um teto orçamentário de 40 milhões de libras (64,2 milhões de dólares) que é opcional, mas garante vantagens para quem o adotar.

Em uma carta obtida pela Reuters, o presidente da FIA, Max Mosley, diz que as condições não podem ser cumpridas até sexta-feira, quando a entidade deve publicar a lista de inscrições.

Ele recomendou inscrições plenas, e que as equipes apresentem suas propostas ainda na terça-feira, para iniciar novas negociações "imediatamente".

"Entretanto, não há possibilidade de concluir (as negociações) antes de estabelecer a lista de inscrições para 2010, tendo sido apresentado de último momento uma proposta com centenas de páginas. Além disso, a FIA precisará saber com quem discutir a proposta", diz Mosley.

"Certamente haverá novas equipes em 2010, e atualmente parece improvável que todas as equipes de 2009 participem em 2010."

Um porta-voz da Fota disse que o grupo, que se reúne na quarta-feira, respondeu à carta da FIA, mas não entraria em detalhes.