Maldini critica Milan por venda de Kaká

quarta-feira, 10 de junho de 2009 14:07 BRT
 

Por Mark Meadows

MILÃO (Reuters) - Ganhar a Liga dos Campeões sem Kaká é uma utopia para o Milan, afirmou nesta quarta-feira o ex-capitão da equipe Paolo Maldini.

Preocupações financeiras fizeram o clube vender o brasileiro para o Real Madrid, mas Maldini, que se aposentou no final da última temporada após 24 anos de clube, afirmou que entende porque os torcedores e os companheiros de time reagiram com raiva à negociação.

"Kaká é o primeiro jogador nesse nível a ser vendido (pelo Milan). No passado, uma ideia como essa nunca seria considerada", afirmou o ex-jogador, de 40 anos, em coletiva de imprensa.

"Olhando para as finanças é lógico, mas também é lógico estabelecer alvos alcançáveis. Pensar em vencer a Liga dos Campeões sem Kaká é um sonho utópico", acrescentou.

O Milan, que pretende contratar o atacante Edin Dzeko, do Wolfsburg, disse que outros jogadores de alto nível não sairão da equipe, apesar de o brasileiro Alexandre Pato e o meia italiano Andrea Pirlo terem seus futuros incertos.

"Antes de deixar o Milan, Pirlo pensaria sobre isso pelo menos 100 vezes", disse Maldini. "Não creio que haverá outra novela como a de Kaká com Pato. Ele tem que ficar."

Maldini, que ainda precisa decidir qual será seu futuro após ter deixado o futebol, criticou a diretoria do Milan por não condenar explicitamente faixas de torcedores criticando o capitão durante sua última partida no estádio San Siro, no mês passado.

Mas deixou claro que não queria causar polêmicas e apoiou a decisão do dono do clube, Silvio Berlusconi, de apontar Leonardo como novo técnico, no lugar de Carlo Ancelotti, que foi para o Chelsea.

"Leonardo é uma aposta, mas, em geral, o presidente ganhou esses tipos de aposta. Trazer inovação e juventude não é ruim, é uma escolha corajosa", afirmou.

 
<p>Foto de arquivo do ex-capit&atilde;o do Milan Paolo Maldini. 24/05/2009. REUTERS/Alessandro Garofalo</p>