13 de Junho de 2009 / às 16:37 / 8 anos atrás

Adversários perigosos aguardam Brasil e Itália na África do Sul

<p>Robinho brinca com a bola durante treino da sele&ccedil;&atilde;o brasileira no est&aacute;dio Seisa Ramabodu, em Bloemfontein, na &Aacute;frica do Sul.Paulo Whitaker</p>

Por Mark Gleeson

JOHANESBURGO (Reuters) - Os prováveis candidatos ao título Brasil e Itália enfrentarão ambos adversários perigosos quando iniciarem suas campanhas na Copa das Confederações na segunda-feira.

A Itália, atual campeã mundial, jogará contra os Estados Unidos em Pretória, enquanto o Brasil enfrentará o Egito, atual campeão da África, em Bloemfontein, ambos na estréia do Grupo B.

O Brasil, que conquistou a última Copa das Confederações na Alemanha, quatro anos atrás, não deve alterar o time que disputou os jogos das eliminatórias da Copa do Mundo na última semana.

As vitórias sobre Uruguai e Paraguai deixaram a seleção brasileira a um passo de assegurar a classificação para a Copa do Mundo de 2010 e, apesar do cansaço de grande parte do time ao final da longa temporada européia, o técnico Dunga sugeriu que não dará descanso nenhum de seus jogadores mais importantes.

"Se você muda completamente a estrutura do time, então os novos jogadores não terão a mesma confiança e o mesmo apoio", disse ele em Bloemfontein.

O Egito espera enfrentar os brasileiros cansados, com o técnico Hassan Shehata insistindo que seu time tem as credenciais certas para um resultado surpreendente.

"Também somos um grande time agora e não devemos ter medo de nossos oponentes. Conseguimos vencer a Copa das Nações por seis vezes, as duas últimas seguidas", disse Shehata.

"O time egípcio está acostumado a jogar contra grandes equipes. No último ano, jogamos vários amistosos contra times como Argentina, Espanha e Portugal."

A Itália, que já jogou um amistoso internacional na África do Sul, não contará com seu capitão Fabio Cannavaro, que sofreu uma lesão na panturrilha.

O time também continua a lutar contra os efeitos da altitude em Pretória e o meia Gennaro Gattuso reclamou da falta de tempo para recuperação entre as partidas.

"Isso significa que teremos que jogar um pouco mais compactados", disse ele após a vitória por 6 x 0 sobre um selecionado local em Pretória, na sexta-feira.

Seus adversários americanos conseguiram chegar por duas vezes à semifinal da Copa das Confederações, e estão confortavelmente posicionados para novamente se classificarem para a Copa do Mundo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below