Espanha atropela Nova Zelândia com 3 gols de Torres

domingo, 14 de junho de 2009 19:12 BRT
 

Por Mike Collett

RUSTEMBURGO, África do Sul (Reuters) - O atacante espanhol Fernando Torres marcou três gols nos primeiros 17 minutos do jogo da sua seleção contra a Nova Zelândia, neste domingo, em partida válida pela Copa das Confederações que terminou com uma goleada de 5 x 0 para a Espanha.

Os atuais campeões europeus aumentaram sua série invicta para 33 partidas. Os outros dois gols da partida foram marcados por Cesc Fabregas e David Villa. O resultado deixa a Espanha tranquila e isolada na liderança do Grupo A, depois da anfitriã África do Sul ter ficado apenas no empate em 0 x 0 com o Iraque na partida que abriu o torneio, disputada em Johanesburgo mais cedo.

O jogo mal havia começado e, aos seis minutos, Torres disparou um chute cheio de efeito da entrada da área, indefensável para o goleiro Glen Moss, da Nova Zelândia.

Os campeões da Oceania tomaram o segundo após mais oito minutos, quando Albert Riera e David Villa trocaram passes para deixar Torres livre para marcar o segundo.

Após um cruzamento açucarado de Villa para Torres, o atacante do Liverpool conseguiu finalizar com precisão mesmo marcado por defensores neozelandeses.

Três minutos depois, Torres marcou o terceiro com uma cabeçada forte para completar o cruzamento de Juan Capdevilla. Logo após, Fabregas marcou o seu com um chute à queima roupa e garantiu a 13a vitória consecutiva da Espanha e a 11a sob o comando de Vicente Del Bosque.

A Espanha, que não é derrotada desde quando perdeu um amistoso para a Romênia por 1 x 0 em Cadiz no ano de 2006, continuou a criar chances, como em um chute forte de Riera, muito bem defendido por Moss.

As coisas não ficaram melhores para a Nova Zelândia após o intervalo, já que o zagueiro Andy Boyens fez uma lambança após um cruzamento de Torres, o que deixou a bola livre para David Villa.

Este foi o 29o gol de Villa em 45 partidas pela seleção espanhola, o que o coloca na mesma posição de Fernando Hierro como segundo maior artilheiro da Espanha, 15 gols atrás de Raul, que detém o recorde de 44.

Sem dúvidas, o ponto alto do jogo para o público, que parecia um tanto espalhado, mas entusiasmado, nos 44 mil lugares disponíveis do estádio, foram as ótimas trocas de passes e boa movimentação da seleção da Espanha.

 
<p>Fernando Torres, autor de tr&ecirc;s gols na goleada da Espanha por 5 x 0 sobre a Nova Zel&acirc;ndia, na Copa das Confedera&ccedil;&otilde;es. 14/06.2009 REUTERS/Siphiwe Sibeko</p>