Grondona tenta abrir portas para Riquelme na seleção argentina

sexta-feira, 19 de junho de 2009 18:39 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O comandante do futebol argentino, Julio Grondona, sugeriu nesta sexta-feira que tenta o retorno de Juan Roman Riquelme para a seleção de Diego Maradona, que passa atualmente por problemas.

"Outro dia eu fui para um chaveiro, e posso ter encontrado a chave para abrir a porta", disse o presidente da Associação de Futebol da Argentina (AFA) à rede de TV a cabo Fox Sports em uma entrevista.

Riquelme, importante jogador da equipe que alcançou as quartas-de-final da Copa do Mundo em 2006, deixou a seleção em março após comentários de Maradona na mídia que ele interpretou como críticas a seu estilo de jogo.

Ele tomou a decisão dias antes de Maradona, que assumiu o cargo no fim do ano passado, fazer a primeira convocação para as eliminatórias da Copa de 2010. Na ocasião, Riquelme já havia ficado de fora das vitórias contra Escócia e França em amistosos.

A Argentina, sem Riquelme, fez seis pontos em quatro jogos das eliminatórias sob comando de Maradona. As duas derrotas, no entanto, ocorreram na altitude, com destaque para a goleada de 6 x 1 sofrida para a Bolívia em La Paz, em abril.

O time está em quarto no qualificatório sul-americano, e ocupa a última vaga direta para a Copa da África do Sul. A próxima partida dos argentinos é contra o Brasil, em casa, em setembro.