20 de Junho de 2009 / às 16:02 / 8 anos atrás

Vettel fica com pole na Inglaterra, Rubinho é 2o

<p>O alem&atilde;o Sebastian Vettel, da Red Bull, conquistou neste s&aacute;bado a pole position para o GP da Inglaterra, sua segunda pole consecutiva na temporada. O brasileiro Rubens Barrichello, da Brawn GP, ficou em segundo, com Mark Webber, companheiro de escuderia de Vettel, largando em terceiro.Yves Herman</p>

Por Alan Baldwin

SILVERSTONE, Inglaterra (Reuters) - O alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, conquistou neste sábado a pole position para o GP da Inglaterra, sua segunda pole consecutiva na temporada. O brasileiro Rubens Barrichello, da Brawn GP, ficou em segundo, com Mark Webber, companheiro de escuderia de Vettel, largando em terceiro.

Mesmo correndo em casa, Jenson Button, colega de Rubinho na Brawn, se classificou apenas na sexta colocação para a prova de domingo.

A pole, com o tempo de 1min19s509, foi a terceira da carreira de Vettel na F1. Barrichello, cuja última vitória foi com a Ferrari em 2004, registrou 1min19s856, mas ainda não foi revelado se ele estava com o tanque cheio ou não.

"Acredito que demos um passo à frente", disse o alemão de 21 anos, cuja vitória na China fez dele o único piloto além de Button a já ter vencido este ano.

O britânico tem 26 pontos de liderança em relação a Barrichello e 32 a mais que Vettel, com dez corridas restando para o final da temporada.

Button teve dificuldade com a aderência depois de não ter conseguido encontrar o ajuste certo para o carro e estava pessimista com relação às suas chances. "Acho que é quase impossível (vencer)", afirmou. "Não consegui achar o ritmo durante todo o final de semana."

"Espera algo um pouco melhor, sexto é muito pior do que eu imaginava que seria. Então, será uma corrida difícil amanhã."

FÚRIA DE WEBBER

Webber criticou Kimi Raikkonen, da Ferrari, culpando o finlandês por estar fora da primeira fila do grid. "Eu fui atrapalhado pelo Kimi. Ele estava completamente sonolento e desatento com quem vinha atrás", reclamou.

"Ele simplesmente se 'sentou' na pista e, basicamente, não se importou."

O atual campeão do mundo, Lewis Hamilton, que entrou para o hall das grandes atuações de todos os tempos ao vencer o GP do ano passado sob chuva com a McLaren, teve o pior resultado em treino classificatório de sua carreira na F1 e irá largar na 19a colocação.

Hamilton não conseguiu escapar das últimas colocações quando Adrian Sutil, da Force India, bateu forte na proteção de pneus e a primeira sessão do treino foi interrompida com apenas 24 segundos para o término.

"Fiz o melhor que pude. Forcei o quando deu. Só que estávamos muito devagar", afirmou Hamilton, que agradeceu aos fãs pelo apoio.

"A corrida está acabada, mas vamos continuar lutando e, tomara, faremos um bom show para os fãs."

Sutil foi levado para o centro médico para exames depois da batida que danificou muito seu carro e foi liberado para a corrida de domingo. O alemão culpou uma falha no freio pelo acidente.

O italiano Jarno Trulli, da Toyota, classificou-se em quarto, com o japonês Kazuki Nakajima, da Williams, conquistando sua melhor colocação no grid de largada em toda a carreira ao ficar em quinto.

O companheiro de time de Lewis Hamilton, Heikki Kovalainen, que foi pole no ano passado, também não brilhou com sua McLaren pouco competitiva e se classificou em 13o.

Button havia conseguido passar para a terceira sessão de treino --que dura dez minutos e reúne os oito pilotos com os melhores tempos-- na terceira colocação, mais de meio segundo mais lento que Vettel.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below