30 de Junho de 2009 / às 19:47 / 8 anos atrás

Kaká é apresentado no Real com camisa 8 diante de 50 mil pessoas

<p>Kak&aacute; posa com a camisa 8 que usar&aacute; no Real Madrid em sua apresenta&ccedil;&atilde;o oficial no clube espanhol 30/06/2009 REUTERS/Juan Medina</p>

MADRI (Reuters) - Kaká foi oficialmente apresentado como jogador do Real Madrid durante evento em estilo hollywoodiano com cerca de 50 mil fãs no estádio Santiago Bernabéu nesta terça-feira.

O diretor-geral do Real, Jorge Valdano, prometeu que a segunda passagem de Florentino Perez na presidência do clube seria uma “superprodução” e eles não desapontaram na apresentação da primeira contratação.

“Hoje é um dia muito especial para mim. Estou muito feliz que esta nova etapa da minha carreira seja no Real Madrid”, disse Kaká no alto do palco montado no campo.

As portas do estádio foram mantidas abertas ao público, que lotou as arquibancadas decoradas com os nove títulos da Copa Europeia do clube.

Perez foi o primeiro a discursar, sendo ovacionado pelos fãs ao agradecer Kaká por escolher o Real Madrid antes de o brasileiro receber as boas-vindas do clube como uma estrela pop.

O meia foi apresentado com a camisa 8 e teve de ser protegido por seguranças ao caminhar pelo campo para cumprimentar os torcedores.

Alguns deles atravessaram as grades e tentaram tocar o ex-jogador do Milan, que custou ao Real Madrid 67 milhões de euros.

O jogador português Cristiano Ronaldo, que foi contratado pelo valor recorde de 132,7 milhões de dólares na semana passada, será apresentado na segunda-feira em outro evento transmitido ao vivo pela televisão e por sites da Internet em todo o mundo.

Kaká disse não estar preocupado que a contratação de outro grande nome criaria tensões dentro da equipe.

“Será um privilégio jogar ao lado dele”, disse Kaká em coletiva de imprensa.

“Não haverá nenhuma rivalidade com Cristiano. Somos compatíveis dentro e fora do campo. Somos jogadores experientes e não há espaço para ciúme.”

“É bom ter jogadores talentosos mas eles têm de se sacrificar pela equipe”, completou o jogador, recém-chegado da África do Sul, onde foi campeão da Copa das Confederações com a seleção brasileira.

Por Mark Elkington

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below