África do Sul reconhece que há muito a ser feito para Copa 2010

quarta-feira, 1 de julho de 2009 16:12 BRT
 

Por Tiisetso Motsoeneng

JOHANESBURGO (Reuters) - A África do Sul não pode descansar sobre os elogios conquistados após uma avaliação positiva da Fifa sobre a Copa das Confederações e deve resolver problemas antes da Copa do Mundo do próximo ano, disseram os organizadores nesta quarta-feira.

Derek Blackensee, chefe de competições do comitê organizador local, disse que os problemas incluem os amplamente criticados sistemas de transporte e estacionamento que deixaram torcedores esperando por longas horas durante a Copa das Confederações.

"Não devemos ficar tão felizes com a nota da Fifa, precisamos nos concentrar em melhorar áreas que não fomos muito bem", disse ele em coletiva de imprensa.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, deu aos organizadores nota 7,5 de 10 pela organização da Copa das Confederações, que terminou com a vitória do Brasil no domingo, embora tenha mencionado problemas com transporte e acomodações e disse que deve haver melhorias.

O secretário-geral do órgão, Jerome Valcke, disse que transporte, segurança e outras questões devem ter melhorias antes da mais importante competição do futebol mundial, o maior evento esportivo a ser disputado na África.

Apesar de temores de que a Copa das Confederações não teria apoio da torcida local, cada jogo teve, em média, 36.500 mil espectadores, número pouco abaixo dos 37 mil torcedores no último evento, disputado na Alemanha, disse o porta-voz do comitê organizador, Rich Mkhondo.

A África do Sul, 70o no ranking da Fifa divulgado nesta quarta-feira, ficou na quarta posição na Copa das Confederações, atrás do Brasil, Estados Unidos e Espanha--boa notícia para os organizadores que querem impulsionar a torcida local para a Copa do Mundo.