ENTREVISTA-Pelé defende que Fifa estabeleça teto salarial

terça-feira, 7 de julho de 2009 08:45 BRT
 

Por Camillus Eboh

ABUJA (Reuters) - Pelé pediu à Fifa que introduza um teto salarial para os jogadores de futebol e alertou que as enormes quantias de dinheiro mudando de mãos no esporte pode prejudicar a imagem da modalidade para as futuras gerações.

Pelé, na Nigéria para promover a campanha do Rio de Janeiro aos Jogos Olímpicos de 2016, disse à Reuters que estava preocupado com a forma como o futebol mudou devido à entrada do dinheiro de bilionários que ingressaram no esporte nos últimos anos.

"No meu tempo era um pouco diferente -- nós não tínhamos grandes patrocinadores", disse Pelé a Reuters em entrevista na embaixada do Brasil em Abuja, capital da Nigéria, na noite de segunda-feira.

"Hoje existem grandes patrocinadores, grandes companhias que apoiam a futebol. Mas no meu ponto de vista e do ponto de vista da Fifa, isso (salário dos jogadores) deveria ser controlado."

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, tem criticado as enormes quantias de dinheiro envolvidas no futebol, repetindo a preocupação da Uefa e de outras autoridades esportivas.

No entanto, Blatter saudou a transferência de Cristiano Ronaldo do Manchester United para o Real Madrid por 131 milhões de dólares, a maior da história, afirmando que demonstrava a popularidade duradoura do futebol.

O clube espanhol já gastou mais de 300 milhões de dólares nas últimas semanas para reforçar sua equipe com Ronaldo, Karim Benzema, Kaká e Raúl Albiol.

Pelé alertou que a imagem do futebol pode ser manchada para as próximas gerações se as quantias milionárias continuaram sendo envolvidas nas negociações de jogadores.   Continuação...

 
<p>Ex-jogador brasileiro de futebol Pel&eacute; na Cidade do M&eacute;xico. 25/10/2008. REUTERS/Henry Romero</p>