Sindicato sul-africano diz que greve da construção pode acabar

quinta-feira, 9 de julho de 2009 13:02 BRT
 

Por Alison Raymond

JOHANESBURGO (Reuters) - O Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Minas da África do Sul acredita que um acordo será fechado quinta ou sexta-feira para encerrar uma greve que ameaça atrasar as obras de estádios para a Copa do Mundo de 2010, disse um porta-voz da entidade, que também representa os operários da construção civil.

Lesiba Seshoka disse à rádio 702 que os empregadores retomaram as negociações com uma atitude diferente e que aceitavam melhorar a proposta de aumentar os salários em 10,4 por cento. O sindicato exige um aumento de 13 por cento.

"Temos a confiança que ainda hoje ou amanhã podemos conseguir uma solução para o problema", disse Seshoka. Não houve qualquer comentário imediato por parte dos empregadores.

A greve, que começou na quarta-feira, paralisou as obras dos estádios para a Copa do Mundo do próximo ano. Segundo o sindicato, 70.000 trabalhadores da construção civil estão em greve.