Romário é levado a delegacia no Rio por pensão alimentícia

terça-feira, 14 de julho de 2009 18:56 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Romário foi levado a uma delegacia na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, nesta terça-feira acusado de não pagar pensão alimentícia a ex-mulher Mônica Santoro.

O ex-atleta tem dois filhos com sua primeira mulher, Romarinho e Moniquinha.

O valor da suposta dívida não foi revelado, porém Romário já teria acionado seus advogados para que apresentassem os recibos de pagamento da pensão alimentícia.

Uma viatura da Polícia Militar chegou ao condomínio de luxo onde Romário mora, na Barra da Tijuca, no meio da tarde desta terça-feira. Os policiais estavam acompanhados de um oficial de justiça que entregou a intimação ao ex-jogador, campeão com a seleção brasileira na Copa do Mundo de 1994.

"Não é a primeira vez que isso acontece, mas desta vez nós pensávamos que era em relação a um problema aqui do condomínio", disse um funcionário do residencial.

Recentemente, Romário foi condenado em primeira instância pela Justiça do Rio de Janeiro a pagar uma indenização de 5,5 milhões de reais a um casal de vizinhos por um vazamento em sua piscina no apartamento dos condôminos.

Os vizinhos alegaram que o ex-atacante não tomou nenhuma providência para reparar o problema e não tentou fechar um acordo.

Segundo moradores do prédio, Romário também estaria devendo o condomínio de sua cobertura, de cerca de 800 metros quadrados. O imóvel está avaliado em mais de 7 milhões de reais e também seria alvo de disputa na Justiça com a ex-mulher.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

 
<p>Ex-jogador Rom&aacute;rio, em foto de arquivo, foi levado a delegacia no Rio acusado de n&atilde;o pagar pens&atilde;o aliment&iacute;cia dos filhos. REUTERS/Fernando Soutello-AGIF</p>