Romário é libertado após pagar pensão alimentícia

quarta-feira, 15 de julho de 2009 18:06 BRT
 

RIO (Reuters) - O ex-jogador Romário foi libertado nesta quarta-feira depois de passar uma noite numa delegacia do Rio de Janeiro por atrasar o pagamento de pensão alimentícia, segundo a polícia.

Romário participou nesta tarde de uma audiência com o juiz que decretou sua prisão no Fórum da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. A audiência durou cerca de 45 minutos e contou com a participação da ex-mulher de Romário e da filha do casal, Moniquinha. O ex-jogador teria pago a dívida de cerca de 90 mil reais à primeira mulher, Mônica Santoro, para conseguir a liberdade, segundo a polícia.

"Durante a audiência, a Moniquinha estava muito emocionada e chorou", disse um funcionário do Fórum da Barra.

A imprensa foi proibida de entrar no local e Romário, a filha e a ex-mulher saíram sem dar entrevistas. Tanto na saída da delegacia quanto do Fórum, o ex-atacante sorriu para repórteres e fotógrafos.

Romário foi detido na terça-feira e passou a noite numa delegacia da Barra da Tijuca por não ter pago a pensão alimentícia dos filhos Moniquinha e Romarinho.

O campeão mundial com a seleção brasileira em 1994 dividiu uma cela com outros dois detentos, também presos por não pagar pensão alimentícia. Segundo o delegado Carlos Augusto Nogueira Pinto, titular da 16a Delegacia de Polícia, Romário dormiu pouco e passou a noite e a madrugada conversando com os companheiros de cela.

No fim da noite de terça-feira, um amigo do ex-atacante levou comida para o ex-jogador, mas ele não foi autorizado a receber a alimentação especial.

Romário foi detido em sua casa em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca na tarde de terça-feira e encaminhado à delegacia.

O mandado de prisão foi expedido pelo juiz Antonio Aurélio Duarte, da 2a Vara de Família do Tribunal de Justiça do Rio, regional Barra da Tijuca.

Em 2004, Romário já havia sido detido por problemas no pagamento de pensão alimentícia aos dois filhos que tem Mônica Santoro.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

 
<p>Ex-jogador Rom&aacute;rio, em foto de arquivo, foi levado a delegacia no Rio acusado de n&atilde;o pagar pens&atilde;o aliment&iacute;cia dos filhos. REUTERS/Fernando Soutello-AGIF</p>