Ferrari declara luto por morte de filho de Surtees

segunda-feira, 20 de julho de 2009 14:20 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A Ferrari entrou em luto nesta segunda-feira junto com o ex-campeão mundial de Fórmula 1 John Surtees pela morte de seu filho Henry, no domingo, devido a lesões ocorridas em uma corrida na Inglaterra.

Diante da presença de seus pais, o jovem de 18 anos foi atingido na cabeça pela roda de outro carro que voou durante uma corrida de Fórmula 2 no circuito inglês de Brands Hatch.

O jovem britânico, cujo pai de 75 anos ganhou o título da Fórmula 1 em 1964 pela Ferrari e logo fundou sua própria equipe, ficou inconsciente pelo golpe e seu carro desenhado pela Williams bateu contra os painéis. Sua morte foi anunciada no domingo à noite.

"Henry seguiu seu coração desde o primeiro momento em que se sentou em um kart", disse Surtees, também campeão de motociclismo e o único homem a ganhar títulos mundiais em duas e quatro rodas.

"Apesar de sua má sorte no automobilismo, ele havia demonstrado a si mesmo que tinha possibilidades de estar em cima. Apesar de sua pouca idade, havia mostrado maturidade, entendimento técnico e velocidade", acrescentou.

Apenas um dia antes de sua morte, o jovem piloto alcançou seu primeiro pódio na Fórmula 2, uma categoria ressuscitada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

John Booth, cuja equipe Manor, ingressará na Fórmula 1 no próximo ano, disse que o filho de Surtees era "claramente talentoso, um piloto destinado ao êxito".

A FIA expressou suas condolências em um comunicado e disse que estava esperando um relatório sobre o incidente, e tanto o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, quanto o piloto brasileiro Felipe Massa também manifestaram seus pesares pelo ocorrido.

"Estas coisas nos lembram que a segurança deve seguir sendo uma prioridade na pista e em outros lugares do automobilismo", disse Massa no site da Ferrari na Internet (www.ferrari.com).