Poliana Okimoto leva bronze na maratona aquática em Mundial

terça-feira, 21 de julho de 2009 14:20 BRT
 

OSTIA, Itália (Reuters) - A brasileira Poliana Okimoto conquistou nesta terça-feira a medalha de bronze na prova da maratona aquática do Mundial de Roma. Foi a primeira medalha do Brasil em um Mundial de Esportes Aquáticos da Federação Internacional de Natação após 15 anos.

"É uma honra para mim quebrar esse jejum de 15 anos sem medalhas para toda a natação. Só nos últimos 200 metros que consegui ficar na briga pela medalha de bronze. Aí pensei que o Brasil é mais garra, é mais força e é assim que a gente tem que ser na prova", disse ela, segundo a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (Cbda).

Poliana, de 26 anos, é também a primeira brasileira a levar uma medalha no Mundial.

A última conquista do país foi registrada na competição de Roma, em 1994, quando o Brasil ganhou duas medalhas de bronze com Gustavo Borges, nos 100m livre, e o revezamento 4x100m livre com Fernando Scherer, Teófilo Ferreira, Gustavo e André Teixeira.

A australiana Melissa Gorman conquistou uma dramática vitória na prova de 5 quilômetros em águas abertas do Mundial de Natação com o tempo de 56min55ses8.

A russa Larisa Ilchenko, várias vezes campeã mundial e atual campeã olímpica da prova dos 10 quilômetros, errou a última braçada e teve de se contentar com a prata após chegar em 56m56s3. Poliana Okimoto conquistou o bronze com o tempo de 56m59s3.

Os comissários passaram vários minutos avaliando as imagens de TV até se convencerem de que Gorman, depois de liderar a maior parte da prova, realmente havia vencido.

"Ela é meu ídolo e batê-la é realmente incrível. Não acredito que realmente cheguei lá", disse a australiana, de 23 anos, que na quarta-feira disputa a prova dos 10 quilômetros e na semana seguinte cai na piscina para as disputas dos 1.500 e 800 metros livres.

A prova de terça-feira aconteceu sob um céu ligeiramente nublado, num trecho de litoral próximo a Roma. Desta vez não houve o contato físico entre as nadadoras, como em provas anteriores em mar aberto. Na reta final, porém, Ilchenko e Gorman nadaram quase grudadas.

Na prova masculina dos 5 quilômetros, o alemão Thomas Lurz conquistou sua quinta vitória consecutiva em campeonatos mundiais, com tempo de 56min27s. O grego Spyridon Gianniotis ficou em segundo lugar, e o sul-africano Chad Ho conseguiu a prata. Para frustração da torcida local, Luca Ferretti ficou em quarto lugar - posição ocupada até agora por vários nadadores do país anfitrião.

As competições em águas abertas do Mundial de Roma foram adiadas de segunda para terça-feira por causa de uma tempestade que havia estragado as instalações montadas na praia. A prova masculina dos 10 quilômetros acontece também na quarta-feira nas agitadas águas do mar Tirreno.

 
<p>Australiana Melissa Gorman vence o Mundial de Nata&ccedil;&atilde;o. 21/07/2009. REUTERS/Alessandro Bianchi</p>