Barrichello faz as pazes com a Brawn e se diz "Sr. Feliz"

quinta-feira, 23 de julho de 2009 17:12 BRT
 

Por Alan Baldwin

BUDAPESTE (Reuters) - Rubens Barrichello guardou seus sentimentos no peito, ou talvez na manga, ao comparecer ao trabalho na quinta-feira no GP da Hungria com uma camiseta que dizia "Mr Happy", ou "Sr. Feliz."

Depois de se irritar com a sua equipe Brawn, acusando-a de ter lhe tirado a vitória no GP anterior, na Alemanha, o brasileiro deixou claro que se acalmou e fez as pazes com o mundo.

"Não tenho problemas, eles podiam ver isso em mim", disse ele aos jornalistas.

Em Nuerburgring, Barrichello liderou a prova, mas terminou em sexto, atrás do colega Jenson Button, por causa de um problema na bomba de combustível. Depois da corrida, ele se declarou "terrivelmente chateado com a forma como as coisas transcorreram".

"Não quero falar com ninguém no time", acrescentou. Será só blablabá, e não quero ouvir isso", acrescentou.

O brasileiro disse que o diretor da equipe, Ross Brawn, telefonou para ele na terça-feira para esclarecer as coisas.

"Ele disse que realmente ouviu coisas que não gostaria de ter ouvido, mas também disse que havia dito coisas que não deveria", disse Barrichello.

"Foi uma conversa agradável..., e ele tocou justamente na coisa que, por eu não ter tido um problema pessoal, deveria mandar um email a toda a equipe, e fiz isso de todo o coração. Disse que não tinha problemas com a equipe, nunca tive, e simplesmente havia tido uma corrida frustrante."   Continuação...

 
<p>Rubens Barrichello, da Brawn GP, em foto de arquivo, fez pazes com a equipe e se disse "Sr. Feliz". REUTERS/Kai Pfaffenbach</p>