Gerrard é liberado de acusações por briga de bar

sexta-feira, 24 de julho de 2009 10:01 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O jogador Steven Gerrard, capitão do Liverpool, foi liberado nesta sexta-feira das acusações de ter agredido um empresário durante uma briga de bar.

Um júri da Corte da Coroa de Liverpool considerou que o jogador de 29 anos não teve participação ativa nos incidentes ocorridos em dezembro, segundo a agência Press Association.

"Estou realmente ansioso pela próxima temporada e me concentrando no futebol agora", disse ele a jornalistas fora do tribunal.

Durante o processo, Gerrard admitiu ter batido em Marcus McGee, de 34 anos, que perdeu uma coroa dentária frontal. O jogador alegou autodefesa.

O motivo da briga teria sido uma disputa pelo controle do aparelho de som no Lounge Bar de Southport, perto de Liverpool. McGee era o DJ naquela noite, e Gerrard comemorava com amigos a vitória de 5 x 1 sobre o Newcastle United, quando ele marcou dois gols.

Gerrard disse que, numa escala de bebedeira até 10, ele estava no grau 7, mas não perdeu o controle. Alegou ainda que a gerência do bar o havia autorizado a escolher a música do local.

O jogador afirmou ainda que, na discussão que se seguiu, ele sentiu que McGee partia para cima dele com o braço erguido, e por isso o agrediu.

Seis amigos do jogador admitiram seu envolvimento na briga.

(Reportagem de Michael Holden)

 
<p>Jogador do Liverpool Steven Gerrard na Corte da Coroa de Liverpool. 24/07/2009. REUTERS/Phil Noble</p>