Alonso fica na pole, Massa vai para hospital

sábado, 25 de julho de 2009 11:37 BRT
 

Por Alan Baldwin

BUDAPESTE, 25 de julho (Reuters) - Fernando Alonso, da Renault, conquistou sua primeira pole position em quase dois anos neste sábado, depois de uma sessão de classificação para o Grande Prêmio da Hungria que foi marcado pelo forte acidente sofrido pelo brasileiro Felipe Massa, da Ferrari.

A sessão foi interrompida ao fim da segunda parte, quando o brasileiro Massa, que pareceu ter seu capacete atingido por destroços que estavam na pista, entrou a toda velocidade na barreira de pneus na curva quatro.

Ele foi retirado do carro, levado para o centro médico do circuito e então transportado por helicóptero para um hospital. Uma porta-voz da Federação Internacional de Automobilismo disse que as condições de Massa são estáveis.

Houve mais confusão no treino quando finalmente a sessão recomeçou, porque a lista de tempos apareceu em branco, o que deixou os pilotos e equipes, assim como os espectadores, sem saber quem havia conquistado a pole position.

Quando as informações voltaram, a primeira pole de Alonso desde o Grande Prêmio da Itália, disputado em setembro de 2007, foi confirmada. Ele apareceu seguido por Sebastian Vettel e Mark Webber, ambos da Red Bull.

O britânico Jenson Button, líder do campeonato após vencer seis das primeiras sete corridas, se classificou apenas na oitava posição com a sua Brawn GP, que usa motores Mercedes.

Button tem 21 pontos de vantagem em relação a Vettel, com sete corridas a serem disputadas após a Hungria.

O atual campeão mundial Lewis Hamilton, da McLaren, que havia conquistado a pole nos dois últimos grandes prêmios da Hungria, conseguiu a quarta posição, depois de sua equipe ter dominado os treinos livres.

Jaime Alguersuari, de apenas 19 anos, tornou-se o mais jovem piloto a se classificar para um grande prêmio de Fórmula 1. O estreante da Toro Rosso largará dos boxes, em razão de ter apresentado um problema mecânico ainda na primeira parte da classificação.

 
<p>Espanhol Fernando Alonso largar&aacute; na frente no GP da Hungria. REUTERS/Leonhard Foeger</p>