Queixa de Leandro sobre racismo no Japão fica sem punição

sábado, 25 de julho de 2009 14:03 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - A J-League do Japão não tomará medidas punitivas em relação à denúncia feita pelo atacante brasileiro Leandro, que afirma que um oponente chamou-lhe de "chimpanzé."

O comitê disciplinar da J-League iniciou uma investigação sobre as acusações de ofensas racistas após o jogo do Verdy no meio de semana contra o Venforet Kofu, da segunda divisão.

O Verdy expressou desapontamento neste sábado, após autoridades da J-League dizerem que não seriam capazes de garantir que o zagueiro Arata Sugiyama, do Kofu, chamou Leandro de "chimpanzé."

O brasileiro foi expulso no final do jogo, depois de reclamar sobre o pouco tempo de acréscimo dado pelo árbitro e que Sugiyama havia feito ofensas racistas contra ele logo depois.

Sugiyama, que também teria feito gestos como de macaco, negou ter feito qualquer tipo de ofensa a Leandro.

"O jogador do Kofu negou ter feito qualquer tipo de ofensa e os outros jogadores disseram que não ouviram ele dizer nada," disse o secretário-chefe da J-League Hideyuki Hanyu.

"A J-League tem agora 36 times e temos mais jogadores estrangeiros chegando, então os problemas de racismo serão um assunto que teremos que lidar daqui em diante."

LEANDRO FICOU CHATEADO

O Verdy ficou bastante descontente com a decisão da J-League.   Continuação...