BMW anuncia que deixará Fórmula 1 ao final de 2009

quarta-feira, 29 de julho de 2009 08:16 BRT
 

Por Irene Preisinger

MUNIQUE (Reuters) - A BMW pegou a Fórmula 1 de surpresa nesta quarta-feira ao anunciar que vai deixar a categoria como equipe e fornecedora de motores ao final de 2009.

A decisão abrupta da montadora alemã sediada em Munique, após uma temporada ruim nas pistas e com a indústria em crise, deixará a F1 com apenas quatro montadoras -- a Ferrari, da Fiat, a Mercedes, parceira da McLaren, além de Renault e Toyota.

No entanto, três novas equipes devem ingressas no esporte no próximo ano e outras estão de standby.

"O Grupo BMW não vai continuar sua campanha na Fórmula 1 após o fim da temporada 2009", disse a montadora alemã em comunicado divulgado antes de uma entrevista coletiva na sede da companhia.

"Os recursos liberados como resultado serão dedicados ao desenvolvimento de novas tecnologias e projetos no campo da sustentabilidade. A BMW continuará ativamente envolvida em outros campeonatos de automobilismo", acrescentou a empresa.

O chefe da equipe, Mario Theissen, disse a jornalistas que o cenário natural seria que um parceiro compre a equipe que a BMW adquiriu do suíço Peter Sauber em 2005.

A saída da BMW é o primeiro grande abandono da F1 desde a despedida da Honda em dezembro de 2008 devido às condições ruins do mercado. A equipe foi resgatada pela Brawn GP, atual líder do campeonato, que usa motores Mercedes.

A decisão da BMW, tomada numa reunião da diretoria apenas na terça-feira, acontece no momento em que as equipes estão prestes a assinar um novo acordo comercial que obrigará a permanência das escuderias na F1 até 2012.   Continuação...

 
<p>Piloto da BMW de F&oacute;rmula 1 Heidfeld no GP da Hungria. 26/07/2009. REUTERS/Leonhard Foeger</p>