Fórmula 1 garante seu futuro com novo Pacto de Concórdia

sábado, 1 de agosto de 2009 12:02 BRT
 

Por Neil Maidment

LONDRES (Reuters) - O futuro da Fórmula 1 foi assegurado neste sábado depois que a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e as 12 equipes assinaram um novo Pacto de Concórdia para proteger o esporte até 2012.

O acordo encerra as ameaças de criação de uma nova categoria paralela à F1 depois de semanas de negociações entre a FIA e a Associação das Equipes de Fórmula 1 (Fota).

O documento, que rege como a F1 é administrada e como seus rendimentos serão distribuídos, foi assinado na noite de sexta-feira.

"Após a aprovação do Conselho Mundial de Automobilismo, na noite de ontem, o presidente da FIA, Max Mosley, assinou o Pacto de Concórdia de 2009, anunciando um período renovado de estabilidade para o Campeonato Mundial de Fórmula 1", declarou a FIA em comunicado.

"Em acréscimo, ao que foi combinado em Paris em 24 de junho de 2009, as escuderias entraram em acordo em relação à restrição de recursos, que busca trazer as despesas aos níveis que prevaleciam no início de 1990."

O comunicado acrescentou que o documento apresenta uma "leve revisão do esporte e regulamentações técnicas (que deve entrar em vigor a partir de 2010)."

A BMW Sauber, que anunciou na quarta-feira sua decisão de deixar a F1 no final da atual temporada, foi o único time que não assinou o acordo.

As novas equipes da próxima temporada U.S. F1, Campos Meta e Manor Grand Prix estão entre as 12 escuderias que assinaram o pacto.

O futuro do esporte correu risco após a Fota ter demonstrado sua objeção à limitação de orçamento que ela sentiu que poderia levar a dois campeonatos diferentes na mesma categoria, com os times que concordassem com o teto orçamentário ganhando privilégios e tendo mais liberdade técnica.

A FIA depois decidiu adiar os planos do teto orçamentário para chegar a um acordo com as equipes.