Política e economia maculam legado da Olimpíada de Pequim

sexta-feira, 7 de agosto de 2009 15:48 BRT
 

Por Ben Blanchard

PEQUIM (Reuters) - Um ano depois de realizar uma espetacular Olimpíada, Pequim tem ar mais limpo e menos congestionamentos, mas a crise econômica e efemérides políticas delicadas macularam a aura pós-Jogos.

A cidade investiu bilhões de dólares em estradas, metrôs, parques e um gigantesco terminal aéreo para realizar o evento em agosto de 2008. Fábricas muito poluentes foram fechadas ou transferidas para províncias vizinhas, e o uso dos carros foi restringido.

"Pequim se beneficiou enormemente dos Jogos, que ajudaram a melhorar sua infraestrutura e seu ecossistema urbano", escreveu Jiang Xiaoyu, ex-dirigente do comitê organizador olímpico, em artigo nesta semana no jornal China Daily.

"O duradouro legado irá continuar desempenhando um papel importante em impulsionar o desenvolvimento sustentável da cidade", acrescentou Jiang, que foi o mais visível membro do comitê organizador.

Mas críticos dizem que o legado na infraestrutura não foi acompanhado por melhorias no meio ambiente e nos direitos individuais, conforme prometia o governo. Na verdade, dizem eles, o céu continua cinzento, e o governo ampliou a pressão sobre ativistas dos direitos humanos neste ano delicado.

Em junho completaram-se 20 anos da sangrenta repressão a manifestantes estudantis na Praça da Paz Celestial, e em outubro o regime comunista celebra seus 60 anos.

"A situação atual é que as coisas estão ruins, em algumas áreas específicas piores, do que no ano passado", disse Phelim Kine, da entidade Human Rights Watch, de Nova York. "Até 1o de outubro... podemos esperar mais pressão, mais assédio, mais repressão a pessoas como dissidentes e defensores dos direitos humanos, e provavelmente veremos Pequim ser varrida de 'indesejáveis' como pessoas com abaixo-assinados, profissionais do sexo e pedintes."

CHEIRO RUIM   Continuação...

 
<p>Turistas visitando &aacute;rea Ol&iacute;mpica de Pequim em meio a intensa neblina. Um ano depois de realizar uma espetacular Olimp&iacute;ada, Pequim tem ar mais limpo e menos congestionamentos, mas a crise econ&ocirc;mica e efem&eacute;rides pol&iacute;ticas delicadas macularam a aura p&oacute;s-Jogos.REUTERS/David Gray</p>