Espanha chora morte repentina de jogador Jarque

domingo, 9 de agosto de 2009 16:06 BRT
 

Por Mark Elkington

MADRI (Reuters) - O Espanyol, time da primeira divisão do Campeonato Espanhol, estava em estado de choque neste domingo após a morte repentina de seu capitão Dani Jarque, de apenas 26 anos.

O defensor Jarque, que estava prestes a se tornar pai, teve um colapso em um quarto de hotel no sábado durante excursão do clube à Itália e morreu de ataque cardíaco depois que as tentativas de ressuscitá-lo falharam, informou a Federação Espanhola.

A morte de Jarque acontece dois anos depois de o futebol espanhol ficar chocado com a morte do meio-campista do Sevilha Antonio Puerta depois de o jogador passar mal em campo durante um jogo.

"Acho muito difícil de acreditar que essas coisas tenham acontecido", disse Daniel Sanchez Libre, presidente do Espanyol, ao jornal Mundo Deportivo.

"Jarque era uma grande pessoa e um grande profissional. Ele estava muito feliz porque estava prestes a se tornar pai. Ele amava o Espanyol e estava muito animado com o novo estádio e sua nova condição de capitão da equipe."

O Espanyol fez um tributo ao jogador em seu site (www.rcespanyol.com).

"O sorridente e discreto garoto de Sant Boi (uma pequena cidade perto de Barcelona) deixou um enorme buraco em nossa alma, mas ele sempre terá um lugar em nossos corações", declarou o clube.

MORTE REPENTINA   Continuação...

 
<p>O Espanyol, time da primeira divis&atilde;o do Campeonato Espanhol, estava em estado de choque neste domingo ap&oacute;s a morte repentina de seu capit&atilde;o Dani Jarque, de apenas 26 anos. REUTERS/Heino Kalis</p>