Maradona diz "nyet" à imprensa em Moscou

terça-feira, 11 de agosto de 2009 11:57 BRT
 

MOSCOU (Reuters) - A visita de Diego Maradona à Rússia para um amistoso da seleção argentina começou com o pé esquerdo, após o técnico ter cancelado uma entrevista coletiva nesta terça-feira.

Vários jornalistas de diferentes países deixaram o hotel no centro de Moscou onde a seleção argentina está hospedada após serem avisados que Maradona não concederia entrevista.

"Não, absolutamente não", disse o assessor de imprensa da seleção argentina, Andres Ventura, quando perguntado se Maradona iria conceder uma entrevista coletiva antes do amistoso de quarta-feira contra a seleção da casa no estádio do Lokomotiv.

Ventura culpou a Associação Russa de Futebol, que havia anunciado a entrevista coletiva em seu site, pelo mal-entendido.

"Eles não nos avisaram", disse.

Entretanto, a federação russa disse que os responsáveis eram os argentinos.

"Nós recebemos a confirmação oficial de uma pessoa da delegação deles sobre a entrevista pré-jogo de Maradona", disse um porta-voz da entidade à Reuters.

Perguntado se a imprensa poderia assistir ao treinamento da Argentina nesta terça-feira no estádio da partida, Ventura respondeu: "Impossível, o treino é fechado. Não queremos ninguém da mídia nem mesmo nos 15 primeiros minutos."

Antes da viajem, Maradona reclamou bastante de ter que jogar em Moscou antes da partida com o Brasil pelas eliminatórias da Copa do Mundo, no mês que vem.

"Não gosto de ter que enfrentar a Rússia. Nós precisamos nos preparar para o Brasil, mas no meio temos esse jogo sem necessidade", disse Maradona no mês passado à imprensa argentina.

(Reportagem de Gennady Fyodorov)

 
<p>T&eacute;cnico da sele&ccedil;&atilde;o argentina, Diego Maradona, em Quito. 10/06/2009. REUTERS/Teddy Garcia</p>