Adriano volta à seleção brasileira para jogo com Argentina

quinta-feira, 20 de agosto de 2009 17:05 BRT
 

Por Pedro Fonseca

RIO (Reuters) - O atacante Adriano está de volta à seleção brasileira. O jogador do Flamengo, que não era convocado desde março, foi incluído nesta quinta-feira na lista do técnico Dunga para as partidas das eliminatórias da Copa do Mundo contra Argentina e Chile, em setembro.

Recuperado dos problemas fora de campo que o levaram a dizer que daria um tempo na carreira este ano, Adriano reencontrou os gols desde que voltou ao Flamengo, em maio, e atualmente é um dos artilheiros do Campeonato Brasileiro, com 10 gols em 16 partidas.

"Ele se reencontrou novamente com alegria para jogar futebol", disse a jornalistas o técnico Dunga sobre o atacante, que voltou ao clube que o revelou após ser liberado de seu contrato com a Inter de Milão, onde teve problemas extra-campo em suas últimas temporadas.

"Com a gente na seleção o Adriano sempre demonstrou o seu potencial e comprometimento. O que aconteceu é que no seu clube (Inter), por várias situações, ele não conseguiu ter a mesma alegria e o mesmo rendimento."

O atacante de 27 anos, que no auge da carreira levou o Brasil aos títulos da Copa América de 2004 e da Copa das Confederações de 2005, chegou a cogitar em abril interromper a carreira de forma precoce por ter perdido o desejo de jogar futebol.

Após suas duas últimas partidas pela seleção --quando ficou apenas no banco de reservas-- Adriano não voltou ao clube italiano como planejado e passou alguns dias com paradeiro desconhecido. O atacante depois reapareceu para dizer que não desejava atuar mais na Itália e que daria um tempo na carreira.

Mas dias após romper o contrato com a Inter, Adriano foi contratado pelo Flamengo, clube que o revelou para o futebol antes de ser vendido para o time italiano. Desde o retorno, ele foi titular da equipe em 15 partidas consecutivas e se tornou um dos artilheiros da equipe.

"Falar das qualidades do Adriano não é preciso. Depois do retorno ao Brasil, ele passou um período sem treinamento, e a gente tinha que esperar a resposta dele dentro de campo. Ele agora deu a resposta e chamamos ele para ajudar a seleção brasileira", acrescentou Dunga, que sacrificou outro artilheiro do Brasileiro, Diego Tardelli, do Atlético Mineiro, para promover a volta de Adriano.   Continuação...

 
<p>Atacante Adriano, em foto de arquivo, voltar&aacute; &agrave; sele&ccedil;&atilde;o brasileira para jogo com Argentina REUTERS/Bruno Domingos</p>