Maradona convoca Dátolo para jogos contra Brasil e Paraguai

sexta-feira, 21 de agosto de 2009 21:02 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - A convocação do meio-campista Jesús Dátolo foi a única surpresa da lista apresentada nesta sexta-feira pelo técnico argentino Diego Maradona para a partida crucial com o Brasil, no dia 5 de setembro, pelas eliminatórias sul-americanas do Mundial de 2010, na África do Sul.

Foi a primeira convocação oficial de Dátolo para uma eliminatória. O jogador marcou um gol na vitória da Argentina por 3 a 2 no amistoso com a Rússia.

A partida de Moscou serviu para que Maradona comprovasse o bom rendimento de alguns jogadores, como Dátolo, Jonás Gutiérrez e Sergio Agüero, que foi o mais destacado e pareceu não estranhar a ausência de Lionel Messi e Carlos Tevez, que estavam contundidos. Ambos foram incluídos na lista do jogo contra o Brasil.

O treinador também convocou o meio-campista Javier Mascherano, do Liverpool, da Inglaterra, e o atacante Diego Milito, da Inter, de Milão.

Maradona chamará os jogadores que atuam na Argentina depois da conclusão da segunda etapa do torneio Apertura, do campeonato local, em 30 de agosto.

A meta de Maradona, que ficará pela primeira vez diante de Dunga como treinador, depois de terem-se enfrentado como jogadores no Mundial de 1990, na Itália, é armar uma equipe veloz e eficaz na recuperação de bola e rápida na zona de definição.

Pensando no poderio do Brasil, o esplêndido campeão da Copa das Confederações, na África do Sul, a partida foi transferida, a pedido de Maradona, do mítico estádio Monumental, do River Plate, para o Rosario Central, onde as seleções dos dois países se igualaram em 0 a 0 em uma das rodadas do Mundial de 1978, vencido pela Argentina.

O motivo alegado por Maradona para mudar o cenário foi que no estádio do River o campo e as arquibancadas estão separados por uma pista de atletismo e os torcedores não exercem pressão sobre os rivais.

Em contrapartida, no Rosário Central as arquibancadas estão mais perto do campo. Para Maradona, o estádio é "ideal para deixar o Brasil na defesa".   Continuação...